Tag: textos

VOCÊ TEM O QUE É PRECISO PARA SER FELIZ?

A felicidade não tem nada a ver com contabilidade. Ela não calcula quantos zeros a direita tem em sua conta bancária. Ela não favorece a cor, a raça, a crença. Ela não escolhe, afinal, felicidade é um estado de espírito. Mas a questão é se você tem o que é preciso para ser feliz. Pois, ser feliz é ser resiliente, superar os transtornos que a vida nos causa: as decepções, as tristezas, o sonho não alcançado, amor sem reciprocidade, superar o abraço nunca dado, a perda do colo da mãe, os amigos que se afastaram, os planos frustrados. Enfim, ser resiliente é a queda livre com um trampolim no final que nos traz de volta. Para ser feliz é importante deixar o que os outros são e o que conseguiram. Se faz necessário se preocupar com o que ainda podemos conseguir. O Que nos espera mais a frente?

AQUELE SORRISO ME CONQUISTOU

Hoje, apesar de ter sido um dia extremamente cansativo, precisei parar um pouco para escrever algumas palavras sobre você. No meio de toda essa mudança, que me encontro, me vi olhando fixamente a sua foto, mais precisamente para o seu sorriso que me conquistou.

Lembro-me como se fosse ontem, eu chegando para o primeiro dia de aula do primeiro ano do ensino médio. Cidade nova, escola nova. Meu Deus, eu apenas queria me tornar invisível. Fiquei apenas reparando em cada aluno que entrava. Todos tinham os seus grupinhos, suas piadas internas. Afinal de contas, o que eu esperava, aquela escola ia do fundamental I até o ensino médio. Todos era uma família.

MESMO COM TODOS OS LIVROS, NÃO SEI NADA SOBRE O AMOR

Eu sempre acreditei que o amor fosse algo imprevisível, algo que sempre me tirasse do chão e me levasse pra um universo irreal. Algo como os relatados em livros, algo digno de ser escrito em um livro e lido para adolescentes, exagerado? Eu sei, mas se não fosse assim, eu nem queria.

Como num estalo em minha mente, o amor apareceu pra mim, ele não tinha algo que chamasse muito a atenção, nada fora do comum. Mas o sorriso dele tinha algo que me chamava atenção, algo que pedia atenção. Depois de algumas mensagens trocadas, por curiosidades e sem pretensão de flerte,  ele falou de Cazuza, Pokemón e Política, Algo que me fez querer continuar a ficar  e escutar todas as suas desventuras de vida. Nada extraordinário, mas uma normalidade incrivelmente envolvente.

O QUE É AMOR PARA VOCÊ?

o-que-e-o-amor-blog-qualquer-coisa-vira-lata-reflexaoOi, amor, eu não iria falar sobre você. Mas a falta de sono no hospital, o silêncio e o tédio sempre me leva a escrever pensamentos aleatórios. Hoje tentamos entender o que é o amor, um sentimento descrito em vários livros, cada um a sua maneira.

Alguns já descreveram amor como algo tão mágico ao ponto de que eu achei algo impossível de sentir, viver e retribuir. Também li relatos de que o amor é ruim, algo que expõe, te fragiliza até que alguém te machuque. Para outros – minha versão preferida – o amor é algo simples, tão simples que passa despercebido. Mas sempre é sentido.

Então, simplesmente, eu começo a entender o que é o amor. Eu percebi que era amor quando tive medo de te perder pela primeira vez, meu coração acelerado ao ponto de nem sentir bater em meu peito. Descobri que era amor, quando tive a oportunidade de ir descansar depois de dias acordada e preferi ficar lá ao teu lado, nem que fosse pra te olhar de longe e dizer “estou aqui”.

É amor a cada gesto de carinho, é amor a cada mensagem que te mando e pergunto se está tudo bem, a cada boa noite antes dormir, a cada vez que me preocupo em te ver feliz. Amor é um pouco da magia citada por uns, afinal, mágico é tudo que não dá para a ciência explicar. Amor é você não ser somente mais um na vida de uma outra pessoa, mas sim, poder tocá-la de tal forma que proporcionará um sorriso, uma saudade, uma lágrima, uma força, um consolo, um perdão, um sonho. Por fim, é declaradamente amor quando se demonstra em pequenos gestos diários a tranquilidade em ver o outro feliz.

ACABOU! HOUVE MUDANÇAS…

FOTO: reprodução
FOTO: reprodução

Coloquei os últimos itens que faltavam na mala e olhei para o quarto que eu estava deixando para trás. Em cima da mesinha tinha aquela caixinha de joias, que continha uma bailarina. Foi você quem me deu, meu ex-amor. Lembra que você dizia que amava me ver dançar? Lembra que você dizia amar o meu jeito? O meu cabelo, que na época era imenso. Lembra que você dizia que iríamos ficar velhinhos e juntos para sempre? Pena que tudo não passou de mentiras.

Eu te amei me entreguei de corpo e alma. Acreditei que realmente iríamos ficar eternamente juntos. Te amei desde a primeira vez que te vi naquele ponto de ônibus. Seus olhos castanhos escuros, seus fones de ouvido que me deixavam morrendo de vontade de saber o que tanto você escutava. Ficamos juntos durante um bom tempo. Mas acho que você nunca acreditou que seria para sempre. Trocou-me por outra. Não a culpo. Espero que sejam felizes. Mas não me peça para te cumprimentar como se fôssemos velhos amigos. Acabou!

Olho para o foto da minha formatura e penso em você mamãe. Desculpa se a sua filha não quis trabalhar no escritório de seus amigos. Toda aquela sujeira e falso moralismo me dar ânsia de vômito. Não vou pegar os meus cinco anos de aprendizado e utilizar em algo que não acredito. Desculpa, mas não serei mais a sua marionete. Acabou!

E você papai? Sua vontade deve ser de me prender. Eu “destruí” a sua família. Já não basta não aceitar o meu curso da faculdade, uma advogada. Você sempre achou que isso era coisa apenas de menino. Agora eu destruí todo o resto dos seus sonhos. NÃO sou e NUNCA serei a moça bela, recatada e do lar. Não vou aceitar essa vida de submissão que toma conta da mamãe há tantos anos. Não sei como ela ainda aceita essa vida, mas eu não aceito. Acabou!

Fecho a minha mala. Conto meu dinheiro. Aquele mesmo que eu consegui trabalhando em festas infantis, supermercados, meu estágio. Eu sabia que mais cedo ou mais tarde ele seria útil. Vou embora dessa vida vazia que tomou conta de mim durante vinte e dois anos da minha vida. Vou em busca de um lugar que esteja de acordo com a minha forma de pensar. Onde eu possa ajudar aos outros com a minha profissão. Onde eu possa dançar livremente sem que você apareça e pense que faço aquilo por sua causa. Pois não faço. Um lugar onde eu possa lutar e mostrar que machistas não passarão. Acho que já dei o primeiro passo com você, papai. Ainda dar tempo, mamãe. Um lugar onde eu possa ser eu, sem me importar com o fato de ser mulher. Tchau vida vazia. Acabou!

TUDO O QUE ACONTECE DE RUIM É PARA MELHORAR

13295308815_4a1e3fbe78_oBem próximo a minha casa tem uma feira de frutas e verduras, aos sábados e domingos é super lotada. Há também uns meninos com carro de mão que ficam a margem da feira esperando aquela pessoa que comprou demais e precisa de alguém que carregue a mercadoria. Não tem idade para esses carregadores, já vi dos sete anos até os sessenta. Um trabalho digno, mas muito sacrificado. Eles carregam o peso de outras pessoas por longos caminhos para lá no final, a casa do cliente, receberem sua recompensa, o pagamento. Às vezes o fardo é leve, outra parece que eles não suportarão.

Quantas vezes somos obrigados pela vida a carregar fardos que não são nossos, mas precisamos suportá-los até o fim? Inúmeros, acredito que você tenha pensado. E acredito também que você provavelmente esteja carregando um agora. Alguns duram horas e logo nos livramos, outros chegam a tirar nosso sono. Meses, dias e anos.

É bem provável também que você já tenha confundido tudo e achou que esse problema era seu, e pensou que tudo só parece difícil para você. Vou sofreu a consequência de erros cometidos por outros, mas estes estão diretamente ligados a você. Por isso você também sofre.

Temos duas opções: reclamar o tanto que a vida é difícil ou levar logo esse fardo até seu destino e receber a recompensa. Estou falando aqui de levantar, sacudir a poeira e dar a volta por cima. Afinal, tudo o que acontece de ruim em nossa vida é para melhorar.

HÁ UM TREM A NOSSA ESPERA

há um trem a nossa espera - qualquer coisa vira lataVolta e outra me pego pensando no que acontecerá depois do fim. Depois que eu me for, sabe? Para onde vamos, não sabemos. Mas acreditamos que há um trem a nossa espera, pois a passagem foi comprada para todos. Você nunca parou para pensar como ficará sua família e seus amigos quando você não estiver mais aqui? Ou quanto tempo você ainda ficará e fará falta na mente deles? O que você deixou marcado no mundo e na vida das pessoas? E o que acontecerá com a sua estante repleta de livros? Sua coleção de quadrinhos? E as cartinhas dos amigos? Quem irá ler e se emocionar com a nostalgia que elas lhe causam? A grande questão é: o que acontecerá depois do fim? Quem continuará com seus planos? O que acontecerá com suas redes sociais? Para onde irá todos os seus anos de estudos? Para onde irá tudo que você já conquistou? Para onde irá todo ódio que você já sentiu ou ainda sente? Para onde irá todo o perdão que você economizou? Qual a diferença que você faz no mundo? Qual a sua marca? Vão acabar com a decoração do seu quarto depois que você levou tanto tempo para planejar?

É o que temos: medo de sermos esquecidos. Mas se transbordamos amor, com certeza, em algum lugar, alguma pessoa será marcada para sempre por nós.

E tudo que um dia construímos ficará como lembranças nostálgicas e boas. E cada pessoa tocada por nós será sempre um pouco de nós que estará ainda por aqui.

UMA GERAÇÃO DO CORAÇÃO FEIO

UMA GERAÇÃO DO CORAÇÃO FEIO - QUALQUER COISA VIRA LATAOlá, Vira Latas. Hoje trago um texto não de minha autoria, mas que gostaria de ter escrito. É sucinto, com um português um pouco fora do padrão, mas é tão verdadeiro para quem escreveu que não ouso e nem tenho permissão de retificá-lo. A questão que coloquei no quadro era a seguinte: quem realmente é você?

A proposta era levá-los a refletir sobre quem realmente somos. Quem é você? Quais os seus sonhos? Qual o seu propósito? O que você está fazendo para concretizá-los? Do que você gosta? Por que essas coisas que você gosta te deixa feliz? E entre outros mil pensamentos e questionamentos que poderiam surgir daquele momento de reflexão.

E um dos resultados foi este… Leia com atenção e carinho.

teste1Sou uma pessoa que sonha com a liberdade, com um mundo sem preconceito. Sonho que um dia as pessoas vejam que alma não tem cor, que somos todos iguais. Eu sonho com um mundo que não haja julgamento, mas sim, que haja amor. Amor para todos os seres. Amor em cada toque, em cada despedida, em cada abraço.

E mesmo sendo uma menina de apenas quinze anos de idade, sou capaz de mudar a minha geração, que infelizmente tem o corpo bonito e o coração feio. Sonho com uma nação liberta de preconceito. E isso resume o que sou: sou o sonho e a liberdade presos num só ser.

teste2Um pouco bonito, um pouco forte. Questiono-me se faço parte da geração do coração feio. E me pergunto também quem realmente eu sou. É muito fácil mandar as pessoas se encontrarem quando, talvez, você ainda continue perdido. É muito fácil categorizar o colega ao lado quando você nem sabe quem verdadeiramente é. Mas enquanto respondo essas questões, já sei um pouco como quero ser: “o sonho e a liberdade presos num só ser”.

A VIDA É UMA BEBIDA E O AMOR É UMA DROGA

a vida é uma bebida e o amor é uma drogaEu devo ter muita sorte ou são meus pensamentos positivos. Não importa! Alguém lá de cima sempre te envia pra me levar pra cima. Quando eu estou pra baixo você vem e coloca suas asas em mim. E eu não só me sinto livre, eu estou livre. E eu voo. Sinto-me bem. Sinto-me louco, drogado, extasiado.  Estamos em sintonia. Você é a garota que me faz feliz. E mesmo eu sendo complicado, estamos juntos nessa. Porque você me  entende. Já te disseram que a vida é uma bebida e o amor é uma droga? E eu estou bêbado e chapado com você. Tão louco!

Vamos ser loucos juntos. Vamos fugir, vira na primeira esquina e parar no primeiro destino que a vida nos preparar. As malas vão estar cheias só de nós dois. Vamos ficar sem respirar debaixo d´água. Vamos pular de asa-delta, aprender a patinar no gelo e sempre dar três beijos. Vamos dá “Match” só pra iludir, vamos mentir e fugir. Vamos aprender novas línguas e entrelaçar nossas línguas. Vamos zombar da cultura alheia e vamos inventar a nossa própria seita.

Nos bastamos. Nos amamos. Nos machucamos. Nos perdoamos. Nos reconciliamos. Nos beijamos. Nos mordemos. Nos satisfazemos. Nos adoramos. Nos viciamos. Nos Bastamos. Nos amamos. Nos machucamos. Nos perdoamos. Nos reconciliamos. Nos beijamos. Nos mordemos. Nos satisfazemos. Nos adoramos. Nos viciamos. Nos repetimos…

Sim, a vida é uma bebida e o amor é uma droga.

QUAL FOI A ÚLTIMA VEZ QUE VOCÊ SE LIBERTOU?

tumblr_mvyaiqAgRc1se92u6o1_500 (Leia ouvindo)

Pare para pensar um minuto, agora me responde quantas de suas escolhas foi apenas por você? Qual foi a ultima vez que você foi “apenas você”, sem vestígios de opiniões de outros? Qual foi a ultima vez que você decidiu fazer algo sem ao menos pensar que existe pessoas a te olhar e comentar? (pausa dramática)

Talvez nunca nos libertamos totalmente, até enchemos a cara as vezes e ficamos loucos, fazemos e dizemos tudo que temos vontade, mas porque só sobre o efeito do álcool? Perder a sanidade por algumas horas por vontade própria é tão arriscado assim? Vontades, somos feitos delas, a maioria dos teus pensamentos que te tira o sono na madruga é por causa das vontades, mas não são aquelas que você fala pra todo mundo, não são as que enche tua família de orgulho, são aquelas que te definem. Nós mostramos a sociedade a nossa versão anjo, aquela em que todos se orgulham, e os “loucos” que ousam expor sua parte cheia de vontades são os famosos “revolucionários”, os que conseguem um feito que é raridade, sair do comodismo, saber que vai ser muito julgado por suas decisões, mas preferir ser suas vontades por inteiro e não a vontade de terceiros.

Penso em me libertar todas as noites, mas quando amanhece o dia não tenho coragem de decepcionar quem amo, não aguentaria ver os olhinhos de quem amo vendo que não sou o que eles idealizam de mim, sim! Sou uma covarde! Sei disso, mas todas as noite tomo minha dosagem de coragem, mas pela manhã o efeito já passou, então vou vivendo assim, até o dia em que sem querer eu tome uma overdose e me liberte.

Então que eu me liberte, mas essa liberdade sob o efeito de alucinógenos não me interessam, não me traz alegria, o que eu quero pra mim ainda não tem nome, desejo sair desses trilhos que me prendem, acho só quando eu perder essa linha certinha é que vou descobrir que sou livre: livre pra ir a qualquer lugar, livre pra ser quem eu quiser, uma liberdade tão grande que eu decida ser eu mesma.

MEDO DE PERDER O NOSSO INFINITO

Leia ouvindo: Que sorte a nossa – Matheus e Kauan   

tumblr_static_tumblr_ldxw8bejbf1qastyxo1_400_large

Não sei quantas vezes isso acontece na vida, nem se acontece mais de uma vez, mas é tão bom se sentir infinita ao lado de alguém. Parar e se pegar pensando em como é bom o momento atual, talvez não a situação, mas a companhia que está ali. Receber aquela ligação no meio da noite, onde nem se tem assunto, mas um busca o outro só por ser bom ouvir a voz, trocar mensagens que às vezes nem dizem tanto, mas representam muito.

Incrível é que a bagunça que você tem em si já nem importa tanto, você até tenta arrumar, observar possíveis mudanças, mas não incomoda como antes, não mais. Quando falo desse sentimento novo, alguns dizem ser paixão, amor e até ilusão, pra falar a verdade nunca me importei em rotular e acho que isso é o que faz ser tão magnífico, intenso e só nosso. Ouvi muita gente me aconselhar para “cair fora” antes que se complique, que esse nosso jeito diferente de viver vai nos causar problemas, que nossas palavras presas na garganta seria algo que incomodaria em breve e isso me causou muito medo, mas não foi medo do que todos falavam, era um medo estranho, um medo do meu infinito não te ter mais por perto!

Alguém me disse um dia que o medo de viver te faz perder muito tempo da vida, então seja lá o que for esse sentimento que me faz tão bem, seja ele ilusão, amor ou paixão, quero você aqui. Quero dividir o meu infinito ao teu lado, quero te dizer sempre que possível, sem medo nenhum que eu quero você para mim, aqui. Te olhar nos olhos daquele jeito que sempre acontece, com nossas palavras presas na garganta sim, mas legendada nos olhos. Depois que tudo for lido, te dar aquele beijo que nos faz sentir um só, me acolher em teu abraço e sentir que ali é o meu lugar, simples assim, sem rótulos, promessas ou medos, apenas você, eu e nosso infinito do presente.