Tag: qualquer coisa vira lata

AQUELE SORRISO BOBO QUE ME CONQUISTOU


Acabou! Ou melhor, iria começar a minha maratona para acabar todos os projetos da faculdade antes de domingo. Missão bastante difícil, mas não impossível!

Assim que a professora finalizou a aula, dei um tchau para os meus amigos de turma e sai em disparada para o ponto de ônibus. Queria apenas que ele fosse mais perto. Mas não, eu precisava passar pelo bloco de exatas, para chegar no estacionamento, para finalmente andar uma rua até o ponto de ônibus. A meta era fazer todo esse percurso em três minutos. Eu era boa nisso. Mas nada saiu como o planejado.

ÚN1CA FILHA – ANNA SNOEKSTRA

Vira Latas, hoje eu vou comentar com vocês o que eu achei do livro Única Filha, da escritora Anna Snoekstra. Não sei se vocês acompanham as nossas redes sociais, (espero que sim rsrs) faz algumas semanas que recebemos o livro da editora Harper Collins. O livro foge totalmente do meu estilo literário favorito, mas se vocês querem saber o que eu achei é só continuar lendo. Tenho certeza de que vocês não irão se decepcionar.

EU VOU ATÉ O FIM!

Eu sempre soube o que eu queria ser quando crescer. Sempre brinquei de desenhar plantas para as minhas bonecas. Imaginava como seriam as suas casas. Sempre amei tudo que era relacionado ao mundo da arquitetura. Ou melhor… Quase sempre. Eu não estava aguentando toda aquela pressão que vinha tomado conta de mim. Precisava entregar um projeto de um restaurante. O problema era que o professor não aceitava NENHUM dos meus projetos. NUNCA estava bom o suficiente!

O outro problema que aterrorizava a minha vida acadêmica era que eu não sabia qual curso escolher, caso abandonasse a arquitetura. Eu sempre quis ser arquiteta e não me via fazendo nada diferente. Mas quando essa crise de que eu não era boa em nada que eu faço me pegava, eu não sabia o que fazer. Aliás, saber eu sabia. Queria fugir!

AQUELE NOSSO ÚLTIMO SHOW

Hoje me peguei revendo as fotos do nosso último show juntos, teu sorriso em meio aquela multidão apressada, enquanto ao fundo tocava “Viva la vida” da Coldplay, e eu só conseguia admirar aquele teu brilho no olhar que me fazia sentir em um espaço só nosso,  aquele abraço apertado depois de meses sem nem sequer trocar uma palavra, mas os abraços sempre me diziam que aquele espaço de tempo nunca existiu. Parece que aquele penúltimo dia juntos nunca seria real. Lembro de cada sorriso, lembro de cada pedido de ajuda na organização dos últimos detalhes…

PLAYLIST: PORQUE HOJE É ROCK, BABY

O dia 13 de julho é reconhecido no Brasil como o Dia Mundial do Rock. A data celebra anualmente o rock e foi escolhida em homenagem ao Live Aid, megaevento que aconteceu nesse dia em 1985. A celebração é uma referência a um desejo expressado por Phil Collins, participante do evento, que gostaria que aquele fosse considerado o “dia mundial do rock”. O evento também ficou conhecido por contar com grandes artistas do gênero, como Queen, Mick Jagger, Keith Richards, Ronnie Wood, Elton John, Paul McCartney, David Bowie, U2 entre outros.*

TOP 5: FILMES DE ROMANCE

Vira Latas, como vocês sabem junho é o mês em que se comemoram tantas coisas: dia dos namorados, festas juninas e, no meu caso, as tão sonhadas férias. Como eu falei, esse é o mês do dia dos namorados e de Santo Antônio. O nosso post de hoje traz cinco filmes amorzinhos, com casais maravilhosos. Assistam aos trailers, escolham o seu favorito, preparem a pipoca e assistam.

As patricinhas de Beverli Hills

TOP 3: CONTOS DA AMAZON

Vira latas, eu já falei para vocês várias vezes como está a minha rotina de estudante de arquitetura. Mas se tem uma coisa que eu não abro mão, mesmo com a correria é ler. Às vezes é bem complicado ler um livro de centenas de páginas, mas os contos conseguem cumprir o papel de nos prender em uma boa aventura, além de ser curtinho. Hoje resolvi indicar para vocês três contos que eu li em meio ao caos da faculdade.

ENTREVISTA COM A ESCRITORA JU PARRINI

Vira latas, provavelmente vocês viram no instagram, do blog, a foto que divulgamos da nossa nova parceira. Fevereiro foi um mês muito lindo! Conseguimos fechar duas parcerias, tanto com a Cinthia Freire, como com a linda da Ju Parrini (desculpa Ju pela intimidade).

Conheci o trabalho da Ju em 2015, no segundo semestre. Estava procurando um livro para comprar e eis que me deparo com uma história bastante tocante. Fiquei completamente curiosa por querer saber o que o livro da Ju possuía de tão mágico, já eu que li inúmeras resenhas que falavam tão bem dele.  O resto da história vocês já sabem, comprei os dois livros e entre risadas e crises de choro os devorei.

Hoje terei o prazer de perguntar a Ju tudo aquilo que me deixou curiosa, (ok não tudo, caso contrário a entrevista ficará longa). Gostaria de te agradecer imensamente tanto pela parceria, tanto por ter topado responder a entrevista, como por ter escrito o Alex (rsrs).

  1. Ju, quando partiu a vontade de escrever? “Depois Do Que Aconteceu” foi o seu primeiro livro?

A vontade de escrever sempre foi latente na minha vida. Quando adolescente, escrevi um livro, mas acabei perdendo por ter salvo em um disquete que desapareceu. (Sim! Era início da Era digital) hahaha Eu escrevia muitas poesias e poemas também, tendo meus amigos da escola como leitores. Construí uma família muito cedo e com as responsabilidades, deixei esse hobby adormecido.  Foi em março de 2014 que tudo começou. Estava em uma fase de leitora compulsiva, mal dormia — sou daquelas que diz: só mais um capítulo. Só mais um). E foi assim que senti vontade de criar algo. Depois do que aconteceu começou a ser postado no Wattpad, apenas para uma organização preliminar, sem esperar ser lida. Mas conforme os capítulos iam sendo postado, mais pessoas iam curtindo e foi assim que terminei meu primeiro livro. Graças a esses leitores Depois do que aconteceu atingiu a marca de 4 milhões de leituras na internet.

  1. Em quem você se inspirou para fazer a Isabel? Ela tem traços seus?

Ela não foi inspirada em alguém específico, porém eu acredito que sempre tem alguma coisa que identifique o autor. Isabel é loira e eu também. Isabel ama Dave Matthews e eu também. É… talvez tenha mais de mim do que eu pense. hahaha

  1. O Alex sem dúvidas é o personagem que antes de ler eu já tentava odiar. Todavia, foi amor ao primeiro parágrafo que eu senti por ele (rsrs). Quem te inspirou a escrevê-lo? Foi difícil construir esse personagem? Para descontrair, eu sei que, assim como eu, você é vascaína, há chances do Alex ser vascaíno? (Rsrs)

Alex é puro amor, não é? Ele é um personagem que oscila entre o amor e o ódio. Ou amam ou odeiam. Eu o amo. 😊 A doença mental sempre me intrigou. Principalmente, aquelas em que o doente consegue ter momentos de lucidez e consegue compreender tudo que está acontecendo. Foi um personagem complexo para ser desenvolvido diante da doença. Li muitos artigos, conversei com pessoas que possui a mesma doença e mergulhei em muita pesquisa. Alex é o retrato verídico de alguém com esquizofrenia.

Alex é vascaíno. Isabel também. Aliás, todos meus personagens! Hahaha — Aí está a semelhança comigo, viu! Até mesmo Henrique Soares, jogador de futebol do Barcelona, do meu outro livro Tudo ou nada, também é vascaíno hahaha

  1. Quais são os escritores que você sempre busca ler?

Atualmente? George M. Martin e Raphael Montes. Leio tudo deles e amo!

  1. Como é o seu processo de escrita? Prefere o dia ou à noite para escrever?

As madrugadas são inspiradoras. Tenho 2 filhos, então é fácil de entender o porquê.

Bônus: eu sei que além de “Depois que aconteceu” e “Antes que aconteça”, você possui outros babies literários. Conta para a gente um pouco de cada. E qual é o seu mais novo lançamento.

Sim! Tenho 5 livros publicados, 1 conto pela revista Abril e o 6º livro está caminho. Vou deixar aqui as sinopses que explica direitinho 😊

Novamente você foi lançado pela Suma de Letras em julho de 2016.

Maria Rita foi embora para nunca mais voltar. Deixou para trás o marido, os pais, as irmãs e uma vida de pobreza em uma cidade pequena da qual sempre quis sair. Doze anos depois, ela volta como partiu: sem maiores explicações. Mas agora Maria Rita é a sofisticada Miah, acostumada ao glamour e à vida superficial de Hollywood. Ao chegar, ela se dá conta de que não foi a única que mudou: seu ex-marido, Leonardo Júnior, agora é um homem bem-sucedido, diferente do caiçara com quem ela se casou ainda muito jovem. Empresário de sucesso, Léo parece ter superado o trauma de ser abandonado pelo grande amor de sua vida, até que reencontra a mulher que pensou que nunca mais veria. Apesar da mágoa, ele não consegue deixar de ter vislumbres de sua Maria Rita sob a pele da arrogante Miah. E resistir à antiga paixão será o maior desafio que já enfrentou.

Tudo ou nada está na Amazon apenas em e-book:
O que acontece quando o improvável se torna real?

Henrique Soares é um dos jogadores de futebol mais cobiçados no mundo. Seu rosto está constantemente na mídia, não apenas pelo seu talento em campo, mas também pelo sex appeal que deixa suas fãs alucinadas. Vive a vida intensamente, aproveitando tudo o que tem direito, gastando seus milhões, colecionando carros, casas, viagens e uma longa lista de mulheres que passam por sua cama.
Catarina é uma mulher simples e trabalhadora que precisa de pouco para ser feliz. O maior motivo que a faz sorrir é Ana, sua filha. Mãe solteira e desempregada, a jornalista fica diante de uma oportunidade de trabalho única, que irá transformar sua vida.

Dois estranhos que à primeira vista não tem nada em comum, mas que irão lutar com unhas e dentes contra a atração avassaladora que os une.

Enquanto o sol brilhar também está em e-book na Amazon:

Na monótona cidade provinciana de Vila Rica vive Mariana, filha única de pais amorosos, cresceu observando o amor verdadeiro de perto.

A jovem professora divide seu tempo entre as aulas que ministra para crianças na escola, os estudos e os trabalhos voluntários que exerce. Sua vida se transforma com a chegada do misterioso Dr. Miguel, um homem que coloca os seus pacientes em primeiro lugar, mas que mantém o seu passado em segredo.

Sem criar expectativas e tentando não levar tão a sério todo o desejo de desvendar os mistérios do doutor, Mariana será inebriada por sentimentos até então desconhecidos.

Nem sempre o passado pode ser esquecido e Mariana irá vivenciar em primeira mão o impacto de um grande segredo.
Quando a amizade e o encantamento dão lugar a uma admiração genuína, para chegar ao amor, é só uma questão de tempo.

Mundos Paralelos – Editora Abril – Lançamento – à venda em todas as Bancas e livrarias — 10 contos além da imaginação pelos escritores-fenômenos do Wattpad Brasil.

Com você  – Novo livro. – Lançamento dia 27 de Abril:

 Letícia Liana tinha motivos de sobra para comemorar a sua vida. Depois de ficar conhecida nacionalmente por escapar de um acidente aéreo fatal, a psicóloga divide seu tempo entre seu consultório, palestras motivacionais e vídeos na internet.

Sua vida era, aparentemente, perfeita. Porém, à noite, sozinha em seu quarto, afogada em pensamentos autodestrutivos, todas as cargas de ser o motivo de esperança para as pessoas pesavam e Letícia sentia no corpo e na alma as dores de um fortuito destino.

Conrado Vitti tinha problemas. Letícia sabia e a forma misteriosa que sentia desejo em ajudá-lo ia além das grosserias do homem com o coração ferido.

Decidido a confrontá-la por não concordar com seus conceitos, Conrado se vê diante do maior desafio da sua vida.

Divergindo opiniões sobre a vida, Conrado e Letícia terão que aprender juntos que a existência não é uma batalha de razões e sentidos. Ela precisa ser vivida, sem que o passado a interrompa impedindo-os de seguir em frente.

Muito obrigada por responder a nossa entrevista e por nos aceitar como seus parceiros!

Eu que agradeço a parceria e carinho! ❤

Aos leitores do Qualquer coisa vira Lata, um beijo enorme,

Juliana Parrini

 

TAL QUÍMICA – SÓ AGRADECE – CAP. 04

Pisando descalço, nesse chão molhado, deito do teu lado para relaxar
Fazendo fogueira, sem eira nem beira, deitado na esteira, vendo o luar.
Pego meu violão, canto uma canção que já fez maluco se por a dançar
Aquele doce,que derrete a mente no desembaraço desse meu cantar.
Aquela morena de saia pequena com seus olhos grandes parece voar.
Hoje na Natureza não importa a feira, é dia de doideira e não de trabalhar.
(Pisando descalço, Maneva)