Tag: o pequeno príncipe

05 LIVROS PARA O DIA DAS CRIANÇAS

Olá, Vira Latas. Dia 12 é o dia que já não é o meu dia faz muito tempo. Estou falando do dia das crianças. Faz onze anos que eu não sei mais o que é ganhar presente, aff. Deus falou que temos que ter o coração de criança, isso não conta para a gente continuar ganhando? 🙂

Enfim, mas o post é sobre livros maravilhosos que podemos presentear as nossas criança. Muitos pais não levam como opção, só porque o filho ou a filha não tem esse hábito, contudo, se nunca estimularmos é bem óbvio que eles não chegarão nem perto de um livro para folhear.

Por isso resolvi separar 05 livros que, provavelmente, a garotada irá amar, porque eu adoraria ter ganho todos eles em minha infância. Segue a lista:

HARRY POTTER E A PEDRA FILOSOFAL

harry-potter-e-a-pedra-filosofal-livro-novas-iustracoesHarry Potter é um garoto cujos pais, feiticeiros, foram assassinados por um poderosíssimo bruxo quando ele ainda era um bebê. Ele foi levado, então, para a casa dos tios que nada tinham a ver com o sobrenatural. Pelo contrário. Até os 10 anos, Harry foi uma espécie de gata borralheira: maltratado pelos tios, herdava roupas velhas do primo gorducho, tinha óculos remendados e era tratado como um estorvo. No dia de seu aniversário de 11 anos, entretanto, ele parece deslizar por um buraco sem fundo, como o de Alice no país das maravilhas, que o conduz a um mundo mágico. Descobre sua verdadeira história e seu destino: ser um aprendiz de feiticeiro até o dia em que terá que enfrentar a pior força do mal, o homem que assassinou seus pais. O menino de olhos verde, magricela e desengonçado, tão habituado à rejeição, descobre, também, que é um herói no universo dos magos. Potter fica sabendo que é a única pessoa a ter sobrevivido a um ataque do tal bruxo do mal e essa é a causa da marca em forma de raio que ele carrega na testa. Ele não é um garoto qualquer, ele sequer é um feiticeiro qualquer; ele é Harry Potter, símbolo de poder, resistência e um líder natural entre os sobrenaturais. A fábula, recheada de fantasmas, paredes que falam, caldeirões, sapos, unicórnios, dragões e gigantes, não é, entretanto, apenas um passatempo. (FONTE: Amazon)

EXTRAORDINÁRIO

extra1August Pullman, o Auggie, nasceu com uma síndrome cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso ele nunca frequentou uma escola de verdade.. até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular em Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apenas da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros.

R.J.Palacio criou uma história edificante, repleta de amor e esperança, em que um grupo de pessoas luta para espalhar compaixão, aceitação e gentileza. Narrado da perspectiva de Auggie e também de seus familiares e amigos, com momentos comoventes e outros descontraídos, Extraordinário consegue captar o impacto que um menino pode causar na vida e no comportamento de todos, família, amigos e comunidade – um impacto forte, comovente e , sem dúvida nenhuma, extraordinariamente positivo, que vai tocar todo tipo de leitor. (FONTE: Amazon)

 BONECA DE OSSOS

boneca-de-ossosPoppy, Zach e Alice sempre foram amigos. E desde que se conhecem por gente eles brincam de faz de conta – uma fantasia que se passa num mundo onde existem piratas e ladrões, sereias e guerreiros. Reinando soberana sobre todos esses personagens malucos está a Grande Rainha, uma boneca chinesa feita de ossos que mora em uma cristaleira. Ela costuma jogar uma terrível maldição sobre as pessoas que a contrariam.

Só que os três amigos já estão grandinhos, e agora o pai de Zach quer que ele largue o faz de conta e se interesse mais pelo basquete. Como o seu pai o deixa sem escolha, Zach abandona de vez a brincadeira, mas não conta o verdadeiro motivo para as meninas. Parece que a amizade deles acabou mesmo…

Mas, de repente, Poppy conta para os amigos que começou a ter sonhos com a Rainha – e também com o fantasma de uma menininha que não conseguirá descansar enquanto a boneca de ossos não for enterrada no seu túmulo vazio.

Então, Poppy, Zach e Alice partem para uma última aventura a fim de ajudar o fantasma da Rainha a encontrar o seu descanso eterno. Mas nada acontece do jeito que eles planejaram… A missão se transforma em uma jornada de arrepiar.

Será que a boneca é apenas uma boneca ou existe algo mais sinistro por trás desses fatos?

Poppy está mesmo dizendo a verdade ou tudo isso não passa de um truque para que voltem a brincar juntos?

Se existe mesmo um fantasma, o que vai ser das crianças agora que elas estão nas suas mãos? (FONTE: Amazon)

O PEQUENO PRÍNCIPE

imagem-de-divulgacao-do-filme-o-pequeno-principe-1440012556959_956x500Um piloto cai com seu avião no deserto e ali encontra uma criança loura e frágil. Ela diz ter vindo de um pequeno planeta distante. E ali, na convivência com o piloto perdido, os dois repensam os seus valores e encontram o sentido da vida. Com essa história mágica, sensível, comovente, às vezes triste, e só aparentemente infantil, o escritor francês Antoine de Saint-Exupéry criou há 70 anos um dos maiores clássicos da literatura universal. Não há adulto que não se comova ao se lembrar de quando o leu quando criança. Trata-se da maior obra existencialista do século XX, segundo Martin Heidegger. Livro mais traduzido da história, depois do Alcorão e da Bíblia, ele agora chega ao Brasil em nova edição, completa, com a tradução de Frei Betto e enriquecida com um caderno ilustrado sobre a obra e a curta e trágica vida do autor.(FONTE: Amazon)

AS CRÔNICAS DE NÁRNIA

as-cronicas-de-narniaViagens ao fim do mundo, criaturas fantásticas e batalhas épicas entre o bem e o mal – o que mais um leitor poderia querer de um livro? O livro que tem tudo isso é ”O leão, a feiticeira e o guarda-roupa”, escrito em 1949 por Clive Staples Lewis. MasLewis não parou por aí. Seis outros livros vieram depois e, juntos, ficaram conhecidos como ”As crônicas de Nárnia”. Nos últimos cinqüenta anos, ”As crônicas de Nárnia” transcenderam o gênero da fantasia para se tornar parte do cânone da literatura clássica. Cada um dos sete livros é uma obra-prima, atraindo o leitor para um mundo em que a magia encontra a realidade, e o resultado é um mundo ficcional que tem fascinado gerações. Esta edição apresenta todas as sete crônicas integralmente, num único volume. Os livros são apresentados de acordo com a ordem de preferência de Lewis, cada capítulo com uma ilustração do artista original, Pauline Baynes. Enganosamente simples e direta, ”As crônicas de Nárnia” continuam cativando os leitores com aventuras, personagens e fatos que falam a pessoas de todas as idades.(FONTE: Amazon)

VITRINE

HARRY POTTER E A PEDRA FILOSOFAL – JK ROWLNG / Editora: Rocco  / Valor: R$ 21,90 (compre aqui)

EXTRAORDINÁRIO – R. J PALACIO  / Editora: Intrínseca  / Valor: R$ 22,40 (compre aqui)

A BONECA DE OSSOS – HOLLY BLACK / Editora: #Irado / Valor: R$ 20,04 (compre aqui)

O PEQUENO PRÍNCIPE – ANTOINE  DE SAINT-EXUPÉRY/ Editora: Casa dos livros  / Valor: R$ 18,45 (compre aqui)

AS CRÔNICAS DE NÁRNIA – C.S LEWIS / Editora: WMF Martins Fontes  / Valor: R$ 19,90 (compre aqui)

*Não nos responsabilizamos pelas compras realizadas no site Amazon. O link é somente uma sugestão.

A CULPA NÃO É DO PEQUENO PRÍNCIPE ( RESENHA)

Oi, Vira Latas. Como está do lado daí? Eu finalmente li o livro que trilhões de pessoas amam profundamente, mas não chegaram na primeira página do livro. Hahahaha Sim, estou falando do “O Pequeno Príncipe”. Famoso por suas frases de efeito como: “tu te tornas eternamente responsável pela aquilo que cativas” ou “o essencial é invisível aos olhos, só se vê bem com o coração”.

o pequeno príncipeE lá estava eu normalmente lendo esperando a hora das aulas começarem, daí aproximasse uma professora me questionando se eu gosto de ler e pedindo que eu contasse sobre a história. Então eu fiz uma cara de estranho (não muito diferente da minha normal) e perguntei surpreso se ela não conhecia a história. Pasmem, ela disse que não. Não sei se ela estava me trollando ou se estava falando a verdade. Daí contei que o livro narra sobre um menino que vivia em um planeta bem pequeno, tão pequeno que ao virasse para o outro lado era possível ver novamente o pôr do sol mais de uma vez no dia.Disse também que em seu planeta nasceu uma rosa, a única em seu planeta, mas ela é um pouco egocêntrica, e ao mesmo tempo em que o principezinho a ama também se cansa de todos os pedidos daquela flor, por isso vai embora. Durante sua trajetória conhece vários reis, esses que metaforicamente representam alguns comportamentos/sentimentos humanos. Até chegar na terra e encontrar uma raposa que o ensina o que é “cativar” e entre outras coisas, e esses ensinamentos faz o pequeno príncipe perceber que aquela rosa era única para ele. Ah, e quem narra toda a história é um senhor que ficou perdido no deserto após o seu avião falhar. Esse sendo o único humano que teve o prazer de conhecer aquele príncipe de um planeta tão distante.

Gente, em um dia você lê, porque é muito curto e uma leitura que prende. Agora eu entendo todas as alucinações em torno dessa história, mas me pergunto se esse livro teria o mesmo sucesso sem essas frases de efeito maravilhosas para legendar fotos de biquínis no Facebook. kkkkkkk to brincando! Sério agora, vocês já pararam pra pensar nisso?

Ah, e eu não poderia deixar de citar aqui aqueles snaps comicamente polêmicos do Padre Fábio de Melo, onde ele fala não gostar da história, pois se você é uma pessoa carente de plantão e pegajosa, com certeza você cita as frases do principezinho.

Mas vale lembrar que tornar responsável não é a mesma coisa de ter a posse. Hahaha

E cá entre nós, a culpa não é do Pequeno Príncipe, mas dos morcegos emocionais que vivem por aí.

O especial do pequeno menino não é ele aprender a cativar, mas ele aprender a ver com o coração.