Tag: ebooks

SÓ HOJE- CINTHIA FREIRE

Vira Latas, finalmente eu venho aqui compartilhar com vocês tudo o que eu achei sobre o livro Só Hoje, lançado em ebook na Amazon, pela talentosíssima Cinhtia Freire. Antes de qualquer coisa gostaria de mais uma vez agradecer a Cinthia por confiar em nosso trabalho. É uma honra para nós termos uma parceria com uma pessoa tão incrível.

Sinopse:

Há seis anos, eu tive um encontro com a morte e naquela noite fiz uma promessa: prometi que passaria a minha vida à sua espera, aguardando até que ela estivesse pronta para me buscar.

Mas o tempo passou sem que ela voltasse e tudo o que me restou foi a dor que me impede de dormir e por muitas vezes parece prestes a me sufocar.

Eu viveria assim, estava preparado para continuar sozinho à sua espera, se não fosse por um pequeno deslize, uma única brecha na escuridão que havia se tornado a minha existência.

Era para ter sido apenas um momento, um sopro de ar em meus pulmões sufocados, mas eu cometi um erro.

Eu me apaixonei por uma garota.

E agora, eu tenho medo que a morte volte, porque, pela primeira vez desde aquela noite, eu não quero mais morrer.

Cinthia nos apresenta a dois personagens incríveis, de um lado Mia, uma jovem advogada que sempre foi muito centrada em seus objetivos. Ao contrário de sua amiga Marcella, que amava farras e estar com um novo garoto a cada momento. Mia fugia das festas e desses romances de uma noite só. Até que tudo veio abaixo em uma única noite, bastou conhecer Cadu para que a armadura que a garota costumava carregar desaparecesse.

“Temos uma tendência a nos apegar às pessoas que parecem mais frágeis e desamparadas e Cadu, embora tenha a aparência de um homem forte, é uma das pessoas mais frágeis que já conheci na vida, mais até que Marcella. (Só Hoje, posição 4829 do Kindle)”

Quem via Cadu a primeira vista deveria imaginar que ele era um rebelde sem causa, ou o Garoto Chamas, como Marcella carinhosamente o intitulou. Não deveriam imaginar que o garoto tatuado tinha um imenso coração e que apesar de negar de todas as formas, queria apenas ser acolhido, ter alguém para amar e ser amado. Será se Mia seria a garota que o destino mandou para que ele pudesse esquecer o passado e vivesse plenamente o futuro?

“[…] Eu não sou nada além de algo ruim que destrói tudo que me cerca. [..] (Só Hoje, posição 5215 do Kindle)”

Cinthia mais uma vez deu uma aula de escrita. Esse é um daqueles livros que é impossível não se envolver com os personagens. Temas sérios são trabalhados. Nos colocamos nos lugares dos personagens tentando imaginar qual a melhor saída para os problemas. Infelizmente, nem sempre elas existem, mas Cinthia busca da melhor forma possível resolvê-los.

Vira Latas, se eu pudesse passaria horas narrando tudo o que eu achei desse livro, cada descoberta. Por sorte pude fazer isso com a própria escritora, que como sempre é um amor e nos responde pacientemente nas redes sociais. Infelizmente, o meu desabafo não poderá ser feito com vocês porque teríamos muitos spoilers nessa resenha o que não seria legal. Porém vou citar aqui alguns pontos que me fizeram adorar esse livro.

Cinthia conseguiu criar uma rede de histórias que incrivelmente se conectaram. Os personagens foram bem escritos, não houve pontas soltas ao longo do livro. Falando em personagens, adorei as diferentes personalidades que eles possuíam. Cinthia deu atenção a cada um deles, e olha que são muitos. Confesso que uma das minhas favoritas foi a Marcella, a melhor amiga de Mia. Amei também o modo que Cinthia tratou os problemas de cada um na trama, ela fugiu do sentimento de “vitimismo” que muitas vezes vemos por ai. Enfim, ela arrasou!

Vira Latas, se vocês amam livros que trazem amores impossíveis, problemas familiares e acima de tudo superação, o que estão fazendo caso  ainda não tenham  acessado a página da Amazon para comprar esse livro lindo? Deixem o Cadu e a Mia entrarem nas suas vidas, tenho certeza de que não irão se arrepender.

 

 

DICAS E METAS LITERÁRIAS

dicas-e-metas LITERÁRIAS BLOG QUALQUER COISA VIRA LATAOlá, Vira latas! Eu estava fazendo as contas de quantos livros eu li em 2016, e fiquei pasma ao descobrir que foram 52 livros. A grande maioria foram e-books, ôh coisinha para viciar. Sou tão viciada neles que resolvi fazer um post “dois em um”. Vou indicar cinco e-books que eu li esse ano e adorei! E vou falar dez e-books que eu tenho no meu aplicativo do kindle e pretendo ler.

QUANDO SERÁ VÁLIDA A LUTA POR UMA UTOPIA? GENÜBERMENSCH

GENÜBERMENSCH - qualquer coisa vira lataOlá, Vira Latas! Desta vez, venho aqui pra fazer meio uma propaganda, meio uma indicação.

Provavelmente a maioria dos leitores assíduos do blog não sabe, mas escrevo um livro de ficção científica (e uns contos, às vezes, mas isso não vem ao caso). Vou falar um pouco dele e dos meus objetivos com ele pra (quem sabe?) vocês lerem depois. O nome é “Genübermensch”, que significa plenamente evoluído, e se passa numa época futurista, bem no futuro mesmo, onde há uma guerra que chamam de “A Guerra”, porque há séculos não acaba de verdade, vai e depois volta várias vezes.

Ok, talvez vocês estejam meio perdidos. Vou localizar melhor tudo isso.

Em termos sociais, paz é um termo que seria melhor explicado não como o oposto da guerra, mas como um período entre duas guerras; esse é um ponto chave na história. Se sempre há a volta dos conflitos, porque lutar pelo seu cessar? Vale a pena? Ok, talvez valha, afinal é melhor viver sua vida sem bombas caindo na casa ao lado. Mas, no geral, sempre dizem que se busca isso almejando a paz duradoura, ou seja, uma ilusão, uma utopia. Faz sentido lutar, sacrificar sua vida por utopias e ilusões? Possivelmente há ainda quem diga que sim, pois assim se garante ao menos, se o indivíduo sobreviver, o poder dele gozar de seus últimos dias cansados mesmo que traumatizado por lembranças (isso se a guerra não voltar ou se iniciar outra).

Kirk Schultz é um geneticista renomado na tal Guerra que falei logo no início do post e ele acha que não, não vale a pena. Com apenas um caso como exceção. Neste caso particular e somente neste, ele diz que é válido lutar. Ele descobre ter como possibilitar esta exceção. Ele salvaria todos da Guerra, salvaria todos de si mesmo. Parece impossível, não?  Tão utópico quanto antes, na verdade, até mais. Mas não para Kirk.

Ele não é um homem qualquer. É alguém que não tem mais quase nada que o ligue a este planeta, aos seus habitantes e nem mesmo à sua vida, tudo de importante para ele foi levado em tais combates. Tudo que o motiva é sua pesquisa, de forma quase obsessiva, e, se seu objetivo é a extinção da Guerra, só descansará ao alcançá-lo.

Narrado em primeira pessoa por Kirk, a ficção se inicia numa fuga, ele está encurralado e, por mais que não seja um dos melhores lutadores das tropas alemãs, precisa sair de uma armadilha cercado de soldados asiáticos que se equiparam em inteligência e o superam em força. Salvar a própria vida ali seria mais do que salvar a si, mas salvar tudo.

Até agora tenho a primeira parte inteira e escrevo a segunda, sendo a primeira ele tentando estabelecer a tal exceção para começar seu plano propriamente dito. O clima quase sempre em todos estes capítulos é de tensão ou se faz exposições de como a Guerra ocorreu e está ocorrendo séculos a fio ou ainda de como Kirk chegou onde está, algo bastante confuso pois ele mesmo prefere não lembrar.

Enfim, até o primeiro capítulo da segunda parte postei no WattPad, totalizando no geral (considerando os prólogos e o epílogo como capítulos) 14 capítulos. Para quem se interessar ou estiver em dúvida (ou os dois, que também ocorre): o prólogo inicial tem três páginas do Word, ou seja, curto e já dá uma boa noção do que te espera mais adiante. Quaisquer dúvidas ou críticas (positivas ou negativas), podem me contatar por e-mail que respondo assim que vir.

Quanto à resposta à pergunta inicial: quando você tiver condições de tornar possível o que antes era mera utopia.

Pretendo publicar daqui a um ou dois anos e fazer um volume único ou dividir em duas partes. Não quero fazer uma trilogia (nada contra, gosto de várias, só acharia muito extenso).

Espero que leiam/gostem de Genübermensch. Disponível no WattPad (LINK)