Tag: Beatriz Cortes

MEU DOCE AZAR | BEATRIZ CORTES

Vira Latas, provavelmente vocês conhecem a Beatriz Cortes, aquela escritora perita em fazer os leitores chorar. Mas dessa vez, o choro não tem vez, Beatriz nos traz um chicklist bem divertido, com direito a Ed Sheeran… Na versão brasileira. Se vocês quiserem saber o que eu achei é só continuar a leitura.

POR UMA QUESTÃO DE AMOR – BEATRIZ CORTES

Olá, Vira Latas! Eu não me esqueci de vocês. Hoje teremos resenha da parceira do blog, Beatriz Cortes. Deixando de delongas vamos focar na resenha?

por uma questão de amor Beatriz Cortes blog qualquer coisa vira lataO livro conta a história da Lorena, uma jovem que nunca mais foi a mesma desde a morte do irmão. Ele era o seu melhor amigo e estava sendo super complicado lidar com a vida sem o Matteus ao lado. Mas a Lorena sabia que não podia continuar daquele jeito, ela começaria a faculdade de medicina na cidade do Rio de Janeiro, ela era de Angra dos Reis. Na cidade maravilhosa ela passa a ter o apoio de um grande amigo, o Dani, que logo faz questão de apresentar a Lorena aos seus amigos. E entre esses amigos temos o Nicholas, o típico mulherengo que vai se encantar pela Lorena.

Ele deu uma gargalhada espontânea e meu coração quase saltou pela boca. Saímos de lá e fomos até uma sorveteria que havia em uma ruazinha ali por perto. Compramos os sorvetes e nos sentamos para tomá-los. O tempo parecia voar quando estávamos juntos e eu nunca me senti tão completa desde que o Matteus se fora […] (Pag. 139).

 Lorena no início fará de tudo para não se envolver com o garoto. Mas mesmo sabendo que a sua família não aprovaria a jovem vai se entregar ao amor e ao lado de Nicholas vai enfrentar todos os problemas que virão pela frente.

Eu estava achando o livro bem fofinho. O Nicholas é aquele tipo de personagem que você se apaixona facilmente. A amizade da Lorena com o Dani é bem linda. A colega de quarto dela, a Letícia é gente boa. Estava tudo fluindo normalmente, até que as peças começaram a se encaixar. E sim, eu ri do nada. Quando eu descobri que esse livro é tipo um spin off do primeiro livro da Beatriz.

A Lorena é filha da Luíza e do Arthur, personagens principais de O Outro Lado da Memória. Quem leu o primeiro livro sabe que o casalzinho sofreu muito para ficar junto, e eis que nesse livro os problemas do passado voltam. Ou melhor, o Lucas, ele não superou ainda o fato de Luiza não lhe querer. E ele não medirá esforços para destruir a família da Luíza.

Eu pensei que eu fosse malvada com personagens. Mas percebi que sou um amor de pessoa. A Beatriz foi bem malvada com os seus. Para que tanto sofrimento, Beatriz? Precisava mesmo ter feito aquilo? Esse drama todo me deixou um pouco triste com a história. O livro se passa em um lugar mágico, os personagens são fofos, acho que não era preciso ter feito aquela galerinha sofrer tanto. Mas, sei que tudo teve um propósito, os escritores não colocam nada por acaso nas suas obras.

Se vocês gostam de um romance, recheado de drama, mas que prova que o amor sempre vence pode ler Por Uma Questão de Amor. Ah! Cuidado para não se apaixonar pelo Nicholas. Quem avisa amigo é.

VITRINE

POR UMA QUESTÃO DE AMOR – BEATRIZ CORTES / Editora: Novo Século / Valor: R$ 18,76 ( compre aqui)

O OUTRO LADO DA MEMÓRIA – BEATRIZ CORTES

o outro lado da memória - Beatriz Cortes - Blog Qualquer Coisa Vira Lat

teste1“…Cansei! Não posso mais ficar sem você, entende? Desde a primeira vez que a gente se beijou não consigo parar de pensar: o que eu mais quero é ter você, poder te chamar de minha, sabe? Não como um objeto de posse, mas como alguém que eu quero para sempre comigo.” (Pag. 147)teste2

Olá, Vira Latas! Hoje é dia de mais uma resenha, precisamente, O Outro Lado da Memória, da escritora Beatriz Cortes. Eu amei o livro Aonde Quer Que Eu Vá; mas confesso que esperava um pouquinho mais de O Outro Lado da Memória. Apesar de que após terminar a leitura eu consegui entender o que a Beatriz quis passar.

O livro conta a história da Luíza Bedim, uma jovem cheia de sonhos que passou por uma grande tragédia em sua vida. Em um determinado dia na escola, ela é apresentada ao novo capitão do time de basquete. O Arthur, um menino lindo, que por incrível que pareça, aparentemente, não causou uma boa impressão na menina.

Em um certo dia, a Luíza acaba contando para as amigas que o Arthur deve ser mais um carinha convencido. O que a menina não esperava era que Arthur ouviria toda a conversa. Resultado: o garoto chamou a atenção de Luíza. Mas ambos foram repreendidos pelo zelador. Quem iria acreditar que o casalzinho, que estava praticamente colados dentro de uma salinha, apenas conversava? A diretora não quis acreditar nessa história que eles contaram. Como castigo os dois passariam a arrumar toda a escola no final das aulas.

Vocês já devem imaginar o quanto Luíza odiou ter que passar as suas tardes com o Arthur. Para piorar tudo, o seu ex-namorado voltou para a escola. Vocês já devem estar imaginando a confusão que o livro se transformou.

Não quero dar spoilers do livro. Mas como vocês já devem ter percebido, o Arthur fará de tudo para mostrar a Luíza que ele não era um menino ruim. Ele incrivelmente sempre está por perto nos momentos em que ela mais precisa de ajuda. Além disso, ele terá de grande importância na luta de Luíza contra o seu passado.

O livro é bem legal, li em menos de vinte quatro horas. Sem dúvidas a escrita da Beatriz nos prende de um jeito absurdo. O livro foca muito no poder do amor, do quanto ele é importante na nossa vida ao ponto de superarmos os nossos problemas. Mas o que me deixou um pouco frustrada foi o simples fato de como o problema foi resolvido. A estória poderia ter um desfecho mais fácil, mas sabe como é o livro: contava a estória de uma adolescente que possuía amigos adolescentes. E como sabemos, adolescentes acham que sabem de tudo. Se eles tivessem pedido a ajuda de um adulto tudo teria se resolvido mais fácil.

Senti falta também de mais páginas. Criei tanta expectativa para algumas cenas que não tiveram tantos detalhes. Apesar desses pontos que eu citei, o livro é muito bom e super indico para quem está afim de uma leitura leve, apesar de ter uma certa treta. Além, é claro, de contar com o mocinho super fofo. Queria o Arthur na minha vida. O livro foi lançado pela editora Novo século e apesar de possuir 231 páginas acabará sem que você perceba.

VITRINE

O OUTRO LADO DA MEMÓRIA – BEATRIZ CORTES / Editora: Novo Século / Valor: R$ 22,49  (Compre aqui)

UM PAPO COM A AUTORA BEATRIZ CORTES

Olá, Vira Latas. Hoje trouxemos um post super especial. Fizemos um rápido bate-papo com a autora Beatriz Cortes. Ela já lançou três livros físicos: Aonde Quer Que Eu Vá, Por Uma Questão de Amor e O Outro Lado da Memória. E um ebook (whattpad): Meu Doce Azar. Teremos resenha de todos eles em breve aqui no blog. Ler já é um amorzinho, mas ler de autor nacional deixa o clima ainda melhor.

Beatriz tem 22 anos, bailarina, estudante de Psicologia e uma contadora de histórias por amor. Então se liga nas perguntas que fizemos a ela sobre seu processo de escrita e sua experiência com a literatura.

beatriz cortez

1º_ Qual foi a sua primeira experiência como leitora? O primeiro livro que despertou o interesse e/ou que te marcou?
Minha primeira experiência foi com gibis. Eu adorava e passava hoooooras lendo e relendo! Amava. O livro que mais me marcou e despertou interesse foi Madame Bovary, um clássico da literatura francesa do Gustav Flaubert. É meu livro preferido até hoje.

2º_ E como foi sua primeira experiência como escritora? Tipo, Seu primeiro texto que despertou o desejo de ser uma contadora de histórias fantásticas como vemos em seus 3 livros?

Minha primeira experiência foi O outro lado da memória. Só o publiquei anos depois, claro, mas ele foi meu primeiro trabalho com a escrita. É visível no livro que eu ainda não tinha experiência e, por mais que eu tenha o reescrito, ainda é bastante adolescente. Mas o publiquei exatamente para esse público. Acho que a literatura é a melhor forma de se tocar o coração de alguém.

3º_ Como se dá o seu processo de escrita? Tipo, você é aquela autora que escreve com uma playlist ao lado, precisa viajar pra ter inspiração? Como você desenvolve sua escrita criativa?

Eu não tenho um horário ou momento específico para ter inspiração. Adoro uma playlist e ela varia do estilo de livro que estou escrevendo. Claro, no meu caso, a maioria é bem dramática e romântica rsrs. Eu gosto de escrever a noite, sem barulho, onde posso me concentrar em algo. Existem dias que escrevo várias páginas seguidas, outros, não consigo nenhuma. Depende muito. Não me preocupo. Tento relaxar e aproveitar toda e qualquer inspiração.

4º_ Quais são os autores nacionais que você mais gosta e se inspira?

Poderia citar vários, mas os meus preferidos são: atuais como Samanta Holtz e Adriana Brazil, e clássicos como Machado de Assis, estou sempre relendo e procurando inspiração com boas leituras.

5º_ Agora o que todo mundo quer saber: depois do último lançamento do livro “Aonde Quer Que Eu Vá” já tem personagem zumbindo em seus ouvidos – ahahaha- , ou seja, já tem história nova querendo ser escrita? Ah,e com qual personagem de seus livros você se acha mais parecida?

Meu próximo lançamento será um chick-lit, que já está pronto e estou trabalhando na sua continuação. Ele está disponível no wattpad por enquanto, mas sairá o físico em breve. Chama-se Meu doce azar. A personagem com quem mais me pareço é a Ester, de Aonde quer que eu vá. Acho que Ester tem muito da minha resiliência, minha vontade de que dê certo e perseverança. Por pior que esteja a situação, respiro fundo e penso que o melhor ainda está por vir.

Ela é uma fofa e super simpática, não é mesmo? Espero que vocês tenham gostado da entrevista. E não deixem de conferir os livros.

VITRINE

AONDE QUER QUE EU VÁ – BEATIZ CORTES / Editora: Novo Século / Valor: R$ 31,90 ( Compre aqui pela Amazon)

POR UMA QUESTÃO DE AMOR – BEATRIZ CORTES / Editora: Novo Século / Valor: R$ 22,49 ( Compre aqui pela Amazon)

O OUTRO LADO DA MEMÓRIA – BEATRIZ CORTES / Editora: Novo Século / Valor: R$ 22,49 ( Compre aqui pela Amazon)

*Os preços podem sofrer alterações

 

AONDE QUER QUE EU VÁ – BEATRIZ CORTES

“Uma frase de Sartre marcou aquela noite na minha vida: “Não importa o que fizeram com você. O que importa é o que você faz com o que fizeram com você”[…]” (Pag. 315)

AONDE QUER QUE EU VÁOlá, Vira Latas, a resenha de hoje está sendo escrita ao som de Aonde Quer Que Eu Vá, dos Paralamas do Sucesso. O livro de hoje tem o mesmo nome da canção. Sim! Aonde quer que eu vá, da talentosíssima Beatriz Cortes.

Ler esse livro era uma das coisas que eu mais queria. A Beatriz virou nossa parceira no blog (imaginem a felicidade em que estamos com isso). Fiquei mais feliz ainda por ter AMADO esse livro. Essa resenha é completamente verdadeira. Beatriz conseguiu arrancar muitas, mais MUITAS lágrimas minhas. E agora todas as vezes que eu escutar a música dos Paralamas irei me lembrar da Ester e do Bruno.

O livro narra à estória da Ester, uma ginasta que estar treinando freneticamente para as olimpíadas de Sydney, que ocorreram em 2000. Ester na época tinha 20 anos, mesmo treinando bastante para o seu grande momento ela sentia um vazio que não sabia muito bem explicar do que se tratava. Mas ela acabou deixando esse “problema” de lado e tentou focar apenas nas olimpíadas.

O que Ester não imaginava era que do outro lado do mundo ela conheceria a pessoa que mudaria o seu mundo para sempre. Em um baile de máscaras, cujo ela não deveria nem participar, ela conheceu o Bruno, o psicólogo mais desastrado e mais apaixonado que poderia existir.

Fomos subindo degrau por degrau, observando cada detalhe que estava exposto ali naquele lugar. O movimento frenético das pessoas foi ficando para trás e conforme subíamos, nossa imagem no espelho lá em cima se tornava maior. Ver meu reflexo ao lado dele me deixou gelada. Meus pelos arrepiaram e ele certamente notou que eu estava inquieta. Bom, ele era psicólogo. Sabia disso melhor do que eu. “Não falamos nada até chegarmos lá em cima. O silêncio me pareceu confortável por dois motivos: ele estava acostumado com isso e eu também estava. Muitas coisas não ditas são eternizadas. “(Pag. 57).

AONDE QUER QUE EU VÁ - beatriz cortes - qualquer coisa vira lataNesse exato momento eu escuto a música De janeiro a janeiro, cantada por Nando Reis e pela Roberta Campos. Eu sei que ela não faz parte da trilha sonora do livro, mas é impossível não relacionar à canção a história de amor da Ester e do Bruno. Os dois possuem um amor lindo, um amor raro, o verdadeiro amor. O tipo de amor que permanece e até mesmo aumenta em cada situação que as pessoas que os sentem passam. Sejam momentos bons ou até mesmo os momentos mais complicados que o ser humano acaba passando.

“-Eu não sei como, não sei por que e muito menos quando isso aconteceu. Mas a única coisa que sei é que amo você, Ester, desde o primeiro momento em que te vi. E eu não vou te perder novamente.” (Pag. 190).

Ester vê em todo esse amor uma forma de superar todos os problemas que surgiram naquela olimpíada de Sydney, ela ainda sofre bastante por causa dos acontecimentos daquele dia. Mas ela passa a ter noção de que uma hora ou outra ela precisará lutar contra os fantasmas que tanto lhe atormenta.

Esse livro me fez pensar em como cada atleta se sente diante da pressão que sofrem por causa das competições, principalmente por causa das olimpíadas. Esse livro me fez ficar com mais vontade de ver as apresentações de ginástica, de vibrar com as meninas e com os meninos, rezar para que eles façam as suas melhores apresentações e que no fim dê tudo certo na trajetória de cada um. Esse livro me fez ter mais vontade de assistir as olimpíadas do Rio de Janeiro, torcer por cada atleta brasileiro. E fiquei com muito mais vontade de ler os livros da Beatriz (em breve teremos mais resenhas dos outros dois livros dela, e espero sentir a mesma emoção que eu senti nesse).

Não poderia acabar essa resenha sem falar o quanto eu amei o livro em si. A capa é linda! As cores são lindas! E o que falar do início de cada capítulo, simplesmente há o desenho de uma flor. O livro, como eu disse, é lindíssimo e foi lançado pela editora Novo século. Espero de coração que vocês tenham gostado desse livro e que vocês tenham o poder de ter um amor tão lindo como a Ester e o Bruno tem um pelo outro. (Eu também quero um amor assim).


VITRINE

AONDE QUER QUE EU VÁ – BEATRIZ CORTES / Editora: Novo Século  / Valor: R$ 31,90 (Compre aqui pela  Amazon)