Tag: amor

AQUELE SORRISO BOBO QUE ME CONQUISTOU – PARTE II

-Mano, é tradição! A gente precisa comemorar o teu aniversário.
Estava escutando aquela frase o tempo inteiro no último dia. Faltava uma semana para o meu aniversário de 23 anos. E durante os últimos dois anos comemorei a data com os meus amigos. Sempre íamos à boate da cidade universitária que morávamos. Mas esse ano eu não queria ir. Passava a manhã inteira no estágio, a tarde tinha a faculdade e a noite precisava dividir o meu tempo entre estudar os assuntos do meu curso, que, definitivamente, não era fácil, já que eu cursava engenharia aeronáutica e dava aulas de reforço. Eu sabia que não estava sendo fácil para os meus pais mandarem dinheiro para eu me manter aqui. Estava economizando onde eu podia.

AQUELE SORRISO BOBO QUE ME CONQUISTOU


Acabou! Ou melhor, iria começar a minha maratona para acabar todos os projetos da faculdade antes de domingo. Missão bastante difícil, mas não impossível!

Assim que a professora finalizou a aula, dei um tchau para os meus amigos de turma e sai em disparada para o ponto de ônibus. Queria apenas que ele fosse mais perto. Mas não, eu precisava passar pelo bloco de exatas, para chegar no estacionamento, para finalmente andar uma rua até o ponto de ônibus. A meta era fazer todo esse percurso em três minutos. Eu era boa nisso. Mas nada saiu como o planejado.

EU VOU ATÉ O FIM!

Eu sempre soube o que eu queria ser quando crescer. Sempre brinquei de desenhar plantas para as minhas bonecas. Imaginava como seriam as suas casas. Sempre amei tudo que era relacionado ao mundo da arquitetura. Ou melhor… Quase sempre. Eu não estava aguentando toda aquela pressão que vinha tomado conta de mim. Precisava entregar um projeto de um restaurante. O problema era que o professor não aceitava NENHUM dos meus projetos. NUNCA estava bom o suficiente!

O outro problema que aterrorizava a minha vida acadêmica era que eu não sabia qual curso escolher, caso abandonasse a arquitetura. Eu sempre quis ser arquiteta e não me via fazendo nada diferente. Mas quando essa crise de que eu não era boa em nada que eu faço me pegava, eu não sabia o que fazer. Aliás, saber eu sabia. Queria fugir!

AQUELE NOSSO ÚLTIMO SHOW

Hoje me peguei revendo as fotos do nosso último show juntos, teu sorriso em meio aquela multidão apressada, enquanto ao fundo tocava “Viva la vida” da Coldplay, e eu só conseguia admirar aquele teu brilho no olhar que me fazia sentir em um espaço só nosso,  aquele abraço apertado depois de meses sem nem sequer trocar uma palavra, mas os abraços sempre me diziam que aquele espaço de tempo nunca existiu. Parece que aquele penúltimo dia juntos nunca seria real. Lembro de cada sorriso, lembro de cada pedido de ajuda na organização dos últimos detalhes…

DETALHES

tumblr_n1yvu5gpf91sdxl4oo1_400Ele é um menino que brinca com as ondas do mar, uma criança que se diverte jogando bola, uma pessoa de sorriso fácil e olhar convincente, nem sempre ele vai falar o que sente, mas quando sentir, todos irão perceber.

Já o vi como homem segurando momentos difíceis, apoiando quem amava nos braços como se nada o atingisse, se fez de escudo para proteger seu amor, mas o vi ter medo quando uma simples garganta inflamada o atingiu. Ele pode ser uma metamorfose.  Hoje ele pode ser o homem responsável que debate políticas sociais, humanidade, cultura e tantos outros  assuntos importantes, mas em questão de segundos, ele pode ser o menino que corre atrás de crianças na rua, se joga no mar sem nenhuma responsabilidade ou medo de o quão fundo perigoso está ficando conforme a sua distância.

FIZEMOS ALGO BEM MAIOR NESTE NATAL @GerAçãoDoBem

natal-para-todos-blog-qualquer-coisa-vira-lataOlá, Vira Lata. Hoje é um post muito amor, pois é algo que está em minha vida há muito tempo, e eu ainda não tinha compartilhado com vocês. Desde 2013, eu faço parte de um grupo chamado GerAção do Bem, em que buscamos fazer algo bem maior na vida de outras pessoas. Somos um grupo de pessoas tão diferentes, que é aquele ditado: os dispostos se atraem. E foi por todos estarem dispostos a amar e a ser gratos pela misericórdia derramada em suas vidas, que nos unimos durante duas épocas super legais durante o ano: o dia das crianças, o qual damos o nome de Sorriso de Criança, e o Natal, o qual chamamos Natal Para Todos. E fazemos duas ações com moradores de rua e famílias carentes da cidade de Maceió/AL.

A GENTE SE PRENDENDO À TOA

Então você odeia uma pessoas porque suas amigas dizem que você tem que odiar. Uma briga boba entre o segundo e o terceiro ano da escola. Até hoje não entendo o real motivo dessa rixa, quando me dei conta já tinha uma turma toda odiando cada um dos meus amigos, inclusive eu.  Mas está no código dos amigos, ODEIE TODOS QUE ODEIAM SEUS AMIGOS. Sim, eu sei que isso é bem exagerado, mas quando a gente está no colegial tudo é muito mais intenso. A gente não pensa, a gente #SóVai. E eu queria explicar isso pra esse troço que fica no meio do peito, que vez ou outra gosta de ir contra a razão. Eu precisava entender que esse garoto do sorriso mais bobo, que quando passa no corredor eu sou obrigada a fingir que não estou olhando, não pode tirar um sorriso bobo meu também.

AQUELE TAL PÓ DE PIRLIMPIMPIM

Olhando para o imenso mar a minha frente paro para refletir em como as coisas simplesmente mudam em nossas vidas. É como se alguma fada aparecesse para nós e, sem que percebamos, recebêssemos um banho de pó de pirlimpimpim. Sim! Estou citando o pó mágico do Sítio do Pica Pau Amarelo. Mas ao contrário do pó da turma do Sítio, o pó que veio parar em minha vida e dos meus conhecidos não trouxe momentos mágicos.

AQUELE SORRISO ME CONQUISTOU

Hoje, apesar de ter sido um dia extremamente cansativo, precisei parar um pouco para escrever algumas palavras sobre você. No meio de toda essa mudança, que me encontro, me vi olhando fixamente a sua foto, mais precisamente para o seu sorriso que me conquistou.

Lembro-me como se fosse ontem, eu chegando para o primeiro dia de aula do primeiro ano do ensino médio. Cidade nova, escola nova. Meu Deus, eu apenas queria me tornar invisível. Fiquei apenas reparando em cada aluno que entrava. Todos tinham os seus grupinhos, suas piadas internas. Afinal de contas, o que eu esperava, aquela escola ia do fundamental I até o ensino médio. Todos era uma família.

MESMO COM TODOS OS LIVROS, NÃO SEI NADA SOBRE O AMOR

Eu sempre acreditei que o amor fosse algo imprevisível, algo que sempre me tirasse do chão e me levasse pra um universo irreal. Algo como os relatados em livros, algo digno de ser escrito em um livro e lido para adolescentes, exagerado? Eu sei, mas se não fosse assim, eu nem queria.

Como num estalo em minha mente, o amor apareceu pra mim, ele não tinha algo que chamasse muito a atenção, nada fora do comum. Mas o sorriso dele tinha algo que me chamava atenção, algo que pedia atenção. Depois de algumas mensagens trocadas, por curiosidades e sem pretensão de flerte,  ele falou de Cazuza, Pokemón e Política, Algo que me fez querer continuar a ficar  e escutar todas as suas desventuras de vida. Nada extraordinário, mas uma normalidade incrivelmente envolvente.

MINHA MELHOR AMIGA ME DEU UM CUNHADO

minha-melhor-amiga-me-deu-um-cunhadoFalar sobre o tempo é algo sempre muito clichê, mas sempre é uma verdade que o tempo passa e as pessoas mudam. Não na essência, pois não deveriam, mas nas reflexões, no comportamento e na forma de ver o mundo. As mudanças sempre são boas? Não, nem sempre. E isso não nos cabe decidir, o que nos resta é somente saber que as coisas mudam.

Quando menores acabamos sempre criando um laço de amizade que durará por muitos anos,  muitas vezes nos prendemos e nos limitamos nesse pequeno grupo ou em uma determinada pessoa, que parece estar sempre pronta para enfrentar os dragões e os zumbis que surgem em nossa vida. Mas todos sabemos que a palavra de ordem da vida é TRANSITIVIDADE. Há transitividade de amor, de sonhos, de visão do mundo e, principalmente, de pessoas. E ainda que nós não estejamos prontos e receptivos para tal, de todo modo nós seremos afetados.

Então foi sempre só você e sua amiga, você e seu amigo, você e sua irmã, você e seu primo, você e seu grupo de amigos, contudo, surgiu o “mais um”. De início você fica com um pé atrás, o novo é sempre estranho, é sempre misterioso e, quase sempre, é surpreendente. A sua irmã já não divide todos os seus planos contigo, seu amigo já não está sempre tão presente, pois agora há mais um rumo, há mais uma casa, há mais um plano, há mais uma saída.

Felizmente você percebe que agora há mais um cano de escape, e você começa a ficar feliz, pois entende que o mundo não cabe em suas mãos, e que não são só suas as preocupações. E que a resposta que você não consegue dar, há mais um que faça isso por você. Que a lágrima que você não consegue derramar, há mais um que chore por você. Os sorrisos que você não consegue despertar, há mais alguém que desperte por você. Diante disso, você fica feliz pela capacidade da  transitividade de trazer mais uma pessoa, mais um mundo, mais algumas possibilidades de aprender e vivenciar o novo.

E se o tempo  nos faz mudar, que ele nos faça entender que há inúmeras maneiras de fazermos a nossa melhor amiga-irmã feliz, por exemplo. E que o tempo nos ensine uma nova palavra de ordem: COEXISTIR. Que nada mais é do que perceber que para existirmos precisamos que o outro exista. Que para amarmos precisamos que o outro saiba o que é o amor. Que para minha felicidade existir, seja fundamentada em também fazer o mundo feliz. Que para o arrependimento existir, é necessário que o perdão parta de mim.

Eu só existo porque você existe.

O QUE É AMOR PARA VOCÊ?

o-que-e-o-amor-blog-qualquer-coisa-vira-lata-reflexaoOi, amor, eu não iria falar sobre você. Mas a falta de sono no hospital, o silêncio e o tédio sempre me leva a escrever pensamentos aleatórios. Hoje tentamos entender o que é o amor, um sentimento descrito em vários livros, cada um a sua maneira.

Alguns já descreveram amor como algo tão mágico ao ponto de que eu achei algo impossível de sentir, viver e retribuir. Também li relatos de que o amor é ruim, algo que expõe, te fragiliza até que alguém te machuque. Para outros – minha versão preferida – o amor é algo simples, tão simples que passa despercebido. Mas sempre é sentido.

Então, simplesmente, eu começo a entender o que é o amor. Eu percebi que era amor quando tive medo de te perder pela primeira vez, meu coração acelerado ao ponto de nem sentir bater em meu peito. Descobri que era amor, quando tive a oportunidade de ir descansar depois de dias acordada e preferi ficar lá ao teu lado, nem que fosse pra te olhar de longe e dizer “estou aqui”.

É amor a cada gesto de carinho, é amor a cada mensagem que te mando e pergunto se está tudo bem, a cada boa noite antes dormir, a cada vez que me preocupo em te ver feliz. Amor é um pouco da magia citada por uns, afinal, mágico é tudo que não dá para a ciência explicar. Amor é você não ser somente mais um na vida de uma outra pessoa, mas sim, poder tocá-la de tal forma que proporcionará um sorriso, uma saudade, uma lágrima, uma força, um consolo, um perdão, um sonho. Por fim, é declaradamente amor quando se demonstra em pequenos gestos diários a tranquilidade em ver o outro feliz.

ME PREENCHI DE VAZIOS

me preenchi de vazios  - blog qualquer coisa vira lata - sentimentos - amorVocê desistiu dos nossos planos, disse-me olhando nos olhos que “me amava, mas nossas diferenças nunca nos permitiriam ser felizes juntos”. Eu poderia implorar para que você voltasse, poderia prometer mudanças drásticas ou até mesmo jurar um amor infinito, ao invés disso, eu apenas me levantei e segui para chorar onde ninguém pudesse ver.
Em alguns dias percebi que sua falta era mais difícil de suportar do que eu imaginava, fui tomada por um vazio que me fazia sentir triturar todos meus sentimentos de felicidade divididos com você. Meu orgulho não me permitiria correr para teus braços, afinal, foi você que decidiu desatar o nó que nos unia. Desse dia em diante decidi superar você, me livrei de cada lembrança, foto ou rotina que me remetesse a você. Então preenchi minhas noites com festas, bebidas e muita “loucura”. Fiquei com alguns caras, entre eles nenhum que eu quisesse ouvir a voz no dia seguinte, foi uma fase divertida até, mas logo que a manhã chegava acompanhada da ressaca eu via que aquilo alí não era pra mim: salto, excesso de maquiagem, roupas justas e bebidas caras, tudo aquilo gritava dentro de mim, o mundo da “ostentação” nunca me pertenceu e aquelas pessoas eram vazias demais para preencher qualquer coisa dentro de mim.
Poderia lhe culpar, dizer que tudo que fiz de errado foi sua culpa, mas foi aprendizagem. Sua falta doeu um pouco assim que decidi voltar a minha rotina, meus amigos de sempre e minhas noitadas acompanhada de um simples vinho, violão e debates sobre a vida e as vantagens de vive-las. Mas esses momentos me preencheram, você agora é parte de uma história do passado, me amo até de mais pra me permitir afogar em vazios.
Hoje você me ligou, dizendo sentir saudade e eu realmente queria te dizer que é recíproco, queria te dizer que preciso de você para voltar a viver, mas eu sobrevivi sem você! Sobrevivi aos supostos vazios que você deixou aqui. Agora te olhando nos olhos eu queria te abraçar e voltar no tempo, só que é tarde de mais, não me vejo em uma vida com alguém que desistiu de mim nas primeiras dificuldades.
Obrigada por ter me feito amadurecer nos meus sentimentos, você foi importante nessa transição para a liberdade de ser quem eu sou. desejo que seja muito feliz no seu futuro, mas daqui pra frente eu sigo sozinha.

NÃO VOLTE PRA CASA MEU AMOR

não volte pra casa meu amorNão volte para casa agora que a saudade bateu, foi sua escolha deixá-la chegar. Fique onde está. Não venha me iludir com suas desculpas, moça. Sempre teremos a opção de partir e ficar, então aceite as consequências. Não venha me confundir agora que meu travesseiro já não tem seu cheiro, que meu guarda-roupa já não tem mais um espaço reservado para você. Continue longe de mim, pois eu já mudei de perfume, mudei o pedido que sempre fazíamos em nosso restaurante favorito. Fique muito distante, pois já tenho uma nova playlist e, provavelmente, você não saberá cantar para me acompanhar como fazíamos em nossas viagens de carro. Não volte pra casa, moça.

A resposta é sim, se você estiver se perguntando se eu mudei tanto. Eu também não acreditava que conseguiria, mas é aquele clichê: o mundo dá voltas. Se mudei por sua culpa, a resposta é sim também. Mudei para não sentir mais saudade, para não lembrar mais de nós dois. Mudei para esquecer os nossos planos, os nossos cachorros que ainda não tínhamos, mas já sabíamos os nomes. Eu mudei por sua culpa, mas não mudei por você, mudei por mim. Cansei de acordar no meio da noite por não estar acostumado com o vazio da cama, por isso mudei.

Agora que o coração desacelerou, não cogite voltar, por favor, moça. Fique onde está. Deixe-me aqui com meu  coração vagaroso e com  a serenidade no olhar de quem aprendeu a si amar. E ainda sim se você resolver voltar, não me espere, pois eu não volto logo. Estou andando por ruas dentro de mim que antes eram desconhecidas. Desejos que antes eu não senti. Estou perdido no meu mundo e não quero voltar.

Boa sorte, moça. E não volte mais.

CORAÇÃO ESTILO PIPA AO VENTO

amor feito pipa ao vento - qualquer coisa vira laraAté gosto de você. Gosto do jeito como nos encaixamos e somos o que alguns diriam ser “perfeito”, mas desculpa meu lindo, meu coração já teve muitas lições, já aprendi muito sobre promessas desse “para sempre”.

Hoje em dia lhe digo que prefiro ser “a incerteza”. A solidão já não me assusta, para falar a verdade, a minha vida solitária é bem mais confortável. Minha instabilidade foi o que te fez gostar de mim, não tente mudar isso agora. Podemos nos encontrar por aí e se tivermos vontade ficaremos juntos, mas na manhã seguinte não estranhe se eu não estiver lá, no meu lado da cama, é que esse lance de conchinha nunca foi o meu “sonho de consumo”.

Tenho dificuldade de admitir, mas esse teu sorriso me fascina. É foda, eu não consigo evitar ser totalmente tua. É por você que eu perderia mais de mil e uma noites, mas é que eu sou orgulhosa demais para assumir que seguraria tua mão e aceitaria esse risco. Por isso, vou continuar assim, eu sempre tive alma de pipa solta ao vento e você sempre foi a linha que me ligou ao chão.

Dessa vez deixarei o destino se encarregar. Talvez serei tua lembrança boa no futuro, talvez serei aquela lembrança nostálgica que te fará sorrir ou serei, simplesmente, mais uma aventura que te deixou marcas na memória. Com isso, quero te pedir para esquecer as infinitas possibilidades futuras, esqueça essa ideia de se prender a mim, não dará certo. Seguirei a minha vida, e te encontrando em algumas esquinas, bares ou cinemas, o acaso  se encarregará de nos levar para o lugar correto.