HOJE NÃO QUERO SER INCRÍVEL, QUERO SER AMADO.

         

 

          Submergir talvez seja um problema quando vivemos em um mundo raso demais para quem sempre foi imenso. Por isso, imensidão sim me atrai e me descontrola. E talvez sim esse seja meu problema: profundidade. Não sei se sempre sou muito profundo para que em mim possam navegar ou talvez eu mesmo me perca dentro do ser imenso que sou, fazendo com que todos que me toquem se percam também no que pareço ser.
Por isso, sempre que aposto em você vou no mais profundo , não sei amar pela metade ou não saber se amo, porque em meu mundo é sempre com amor que respiro. Sempre que aposto espero a reciprocidade, sempre que aposto é de verdade, é para arriscar. Mas você nunca está pronto para mim. E hoje confesso que cansei de sempre ser o cara que você gosta, mas que não foi o seu escolhido, o cara que você quer que fique por perto, mas não tão pronfundo. Cansei de ser o cara incrível que você diz, hoje eu quero ser amado, isso bastava, mas você não teve a coragem de dizer “eu te amo”.
E não é como se eu nunca tivesse passado por isso, é sobre os amores serem passageiros em minha vida. E ao mesmo tempo permanecerem aqui, ao meu lado, lembrando que sempre serei o cara legal que não será amado.

Alef Jordi
Alef Jordi

Estudante de Letras, criador do blog Qualquer Coisa Vira-lata, Potterhead assumido e um sonhador sem limites. Sonha em publicar um livro antes dos 30. E ama promover ações sociais.

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.