CAMINHAR SOBRE UMA CORDA BAMBA

Leia ouvindo, vai ser ótimo!

Lembro-me que quando pequenos somos ensinados a não mentir, mas com passar do tempo nossa pequena cabeça entra em conflitos, por que os mesmos que dizem que “mentir é feio” abrem algumas exceções sobre isso. Agora entendo que para eles mentir é feio, mas não é feio quando lhe convém, mesmo que você possa magoar outras pessoas.

As pessoas se tornam cruéis com o passar do tempo, é como se todo aquele amor que temos dentro de nós fosse largando pedacinhos por pedacinhos na estrada da vida. A cada nova decepção as pessoas se dizem se tornar mais forte, mas na minha concepção elas deixam de ter amor em seu coração e se tornam máquinas em posição de defesa, onde todos que se aproximam têm a intenção de nos magoar e roubar o pouquinho de amor que nos resta no fundo.

O pior é quando você constrói uma relação de verdades, onde você é fiel com o próximo por muito tempo, mas por um comentário todas as verdades se tornam mentiras, e você é acusado de algo que não fez, como se defender de palavras acusadoras? Como se defender de palavras que parecem lhe cortar um pedaço da alma? Como se defender quando o amor deixa de ser prioridade e a máquina volta a assumir a posição de defesa e ataca para não ser atingido?

corda bamba

A decepção é o pior sentimento, pra mim o sentimento mais difícil de se recuperar, por que nos decepcionamos com pessoas que amamos muito, que depositamos toda a confiança e o amor que temos em nossos corações, mas não quero me tornar essa máquina que apenas se defende de tudo; se defende de mentiras, de amores, de decepções e até da felicidade. Eu vou viver e distribuir amor, até para aqueles que me julgarem uma louca.

Sim, vou gastar todo meu estoque de amor. Não tenho medo que ele um dia acabe, e se acabar saberei que fiz bom uso dele, hoje podemos estar feliz porque temos o coração transbordando de amor, amanhã pode ser que o amor nem importe pra você, mas uma vez me disseram que o passado já foi, o hoje e futuro ainda vai ser, então eu decido ser o meu hoje! E você vai preferir a máquina ou o amor no “hoje” da sua vida?

(ESSE TEXTO FOI ENVIADO PELA MINHA AMIGA INGRID OMENA. OBRIGADO!)

Alef Jordi

Alef Jordi

Estudante de Letras, criador do blog Qualquer Coisa Vira-lata, Potterhead assumido e um sonhador sem limites. Sonha em publicar um livro antes dos 30. E ama promover ações sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.