Categoria: universidades

ARQUITETURA E URBANISMO

Vira Latas, como vocês estão? Esse é o terceiro post que eu faço, onde eu conto a minha experiência com os períodos vividos em cada ano no curso de arquitetura e urbanismo. É meio surreal saber que eu já estou indo para o oitavo período, mas hoje eu vim aqui para falar do quinto e do sexto, dois períodos incríveis e que me ensinaram bastante.

Durante o quinto período (já perdi as contas de quantas vezes eu usei essa palavra) eu paguei cinco matérias: projeto de arquitetura 5; Detalhes; Conforto Ambiental 3; Projeto de Paisagismo 1 e Instalações e Infra estrutura Urbana.  Todas essas reforçam a tese de que o quinto período é considerado o “quinto dos infernos”. Isso se dá ao fato de termos praticamente todas as matérias voltadas para projeto, e não é um único projeto para tudo. Muitos trabalhos até foram aproveitando o que foi desenvolvido em projeto de arquitetura, mas de fato o período foi bem desgastante. Falo isso no sentido de que quase tudo, a maioria, foi trabalho executado na prancheta. Vocês têm noção do que é passar horas em pé desenhando tudo a mão? Eu passei por isso e sobrevivi!

Vocês podem até perguntar se tem como gostar desse período, e eu respondo que adorei! Foi justamente no quinto período que eu descobri meu amor por paisagismo. Estudar biomas, entender projetos paisagísticos ver o quanto eles influenciam no cotidiano das pessoas foi bem incrível! As demais matérias eu também adorei. Acho que eu sempre gosto de ver o lado bom de tudo, bem no estilo Poliana. Claro que todas as matérias ofereceram desafios, mas se você se dedicar, organizar seu horário e executar as atividades nos momentos certos, você não passará sufoco. Não garanto notas 10, mas garanto que vocês respirarão com mais tranquilidade.

Vida de Calouros: quando você pensa que tudo vai mudar…

Olá, pessoas. Todos em clima de volta as aulas e eu não poderia perder a chance de escrever sobre esse momento clichê. Bom, eu vou desfazer alguns mitos e confirmar alguma verdades sobre a vida de um calouro, baseado em minha experiência.
1º O QUE DEVO ESPERAR DO PRIMEIRO DIA?
Gente, esse é e sempre será o dia mais ansioso de todos os tempos. Sério, passa mil coisas em sua cabeça. Você se pergunta como deve agir, como deve me vestir e o que estou fazendo naquele local. hahah
Tem um mito sobre as roupas, você tem que escolher sua melhor roupa e ir o mais adolescente possível. Puts, não é bem assim, o que todos esperam é que você seja você mesmo. Afinal, você vai passar em torno de 4 a 5 anos com aquelas pessoas, elas vão sacar o seu estilo rápido. Tô falando.
Seja o mais natural possível, com isso, você começará a criar sua primeira rede de contatos. Pessoas que se identificam com você.
Eu fiquei muito perdido no meu primeiro dia, era tudo muito diferente. Eu esperava que tivesse um aviso com meu nome, dizendo: aqui é sua sala. Igual no ensino médio, sabe? kkkkk
Puts, quebrei a cara, e fiquei como um doido procurando. Mas, isso serviu muito pra mim, foi nessa procura que fiz os meus primeiros contatos com outros calouros, e posso afirma que hoje são meus melhores amigos na faculdade. Daí, parece que tudo vai se encaixando. 
Uma coisa que me colocou bastante medo no meu primeiro dia foi a enorme carga horário que me exibiram. Tipo, eu fique, Oi? O que ser carga horária, horas flexíveis, eletivas, fluxo padrão e o que ser esse mundo? Mas, não se preocupe, as coisas melhoram bastante quanto a este assunto. Certo que tem horas que você vai ter vontade de morrer, mas, quem nunca? hehe
2º O QUE MUDA EM RELAÇÃO AO ENSINO MÉDIO?
Gente, se você não cresceu.Bem vindo, sua hora chegou. Você nunca iria imaginar que conseguiria ser tão responsável. 
Você vai sentir muita saudade do ensino médio e principalmente daquele assunto que você não prestou atenção por que estava discutindo com os amigos. Sim, você vai precisar de muita coisa do ensino médio.
Umas das técnicas mais necessária é a habilidade de chegar ao fim do ano com ao menos uma caneta. Isso mesmo, esse fato nunca vai mudar, por quer não interessa em que grau de formação as pessoas estejam, elas sempre vão conseguir segurar suas canetas. kkkkkk
Lembra daquele amigo que não faz nada no grupo de trabalho? Saudades você não sentirá, pois eles estão de volta e vem com força total. Mas, quem nunca foi um pouco assim? Me deixa aqui à toa…
Falando sério, a cobrança que farão em você não se compara ao ensino médio, aquilo era recreio. Você agora é um universitário, independente do curso, você terá muitas leituras, e seus professores serão somente parte do seu processo de aprendizagem, e não único meio, ele lhe auxiliará. Mas, a maior parte do conhecimento terá que vim da sua dedicação aos estudos. Tente se organizar ao máximo, esse é o maior segredo que vos passo, ORGANIZAÇÃO. Será a base para um desenvolvimento exemplar na universidade e na sua formação.
Falando em formação acadêmica, uma vez um professor me falou que minha universidade proporciona coisas valiosas, e era eu que tinha que escolher se agarraria as chances ou as trocaria por festinhas e tudo mais. Ele me falou sobre as bolsas, os programas e tudo, e salientou que tudo isso seria possível com base em meus esforços. Essa conversa ficou gravada na minha mente, tipo, nunca esqueço.
E com o tempo, assim como eu, você também vai perceber que as universidades é um mundo a parte do que você conhece. Não deixe essa mega oportunidade que a vida está lhe dando. Aproveite o máximo seu curso, aproveite todos os recurso que a universidade pode lhe oferecer, sua formação dependerá de seus esforços. E, puts, passa muito rápido, e se você não aproveitar esse momento, será mais uma história que você deixou de viver.
SEJAM BEM VINDOS CALOUROS!!