Categoria: SÉRIES

EU ASSISTI 3%, A SÉRIE BRASILEIRA DA NETFLIX

3%

Olá, vira latas. Hoje é dia de deixar de lado aquela história de que as produções nacionais não prestam e respeitar a nova série brasileira produzida pela Netflix. Desde criança, eu ouvia os adultos me dizerem que não gostam de filmes nacionais, apesar de amarem as novelas da plimplim, e tive que por conta própria desmistificar essa ideia. É bem óbvio que não somos os melhores produtores do mundo cinematografico, contudo, temos ótimas comédias e, principalmente, dramas.

05 MOTIVOS PARA ASSISTIR THE 4400

Olá, olá, vira latas o/ Hoje vou escrever um post comum sobre algo incomum (clichê, mas ok). Começando agora: 5 motivos para assistir The 4400 (2003-2007)!

Espera, espera, mas o que é mesmo essa tal de The 4400? É tipo The 100? Não. Essa série  (que tem na Netflix, onde me viciei) é totalmente diferente desta e gira em torno basicamente de uma situação: o número que a intitula corresponde a quantidade de pessoas que desapareceram ao longo do último século, porém não aparentam ter uma correlação.

No primeiro episódio, um meteoro vem em direção ao nosso planeta e, por mais que se atirasse mísseis, ele chega em Seatle (sim, sempre EUA). Ao aproximar-se da terra, se vê que é uma esfera luminosa que “explode” num lago revelando em seu lugar todos os desaparecidos, desde aqueles que sumiram há meses até aqueles demais de meio século. Todos sem envelhecer nem mesmo um dia e sem lembrar de nada. Encurtando o resumo: eles são postos em quarentena e liberados por não haver leis que amparem a reclusão. Sempre observados e vistos de mil maneiras diferentes pelas pessoas comuns, alguns começam a desenvolver habilidades sobre-humanas, o que pode (ou não…) causar problemas pra a humanidade.

Agora… Vamos aos motivos, se é que isso já não os convenceu.

1-Tá acostumado com séries, filmes, livros etc pós-apocalípticos? The 4400 é pré!

Isso mesmo. Não posso falar muito, por que seria um monte de spoiler da primeira temporada, que é onde fica a maioria dos esclarecimentos, mas a série tem uma perspectiva temporal bem interessante por esse ponto.

2-Uma visão ampla sobre o bem e o mal.

Se você é uma daquelas pessoas, como eu, que gostam de apreciar os personagens em cenas de pressão psicológica, física e cobranças intensas para alcançar seus objetivos, a série te recompensa. Sério, nada é fácil pra ninguém nisso e não se pode confiar em nada; principalmente pra um  4400.

3-União e humanidade.

Esse ponto já é comum em séries/livros/filmes relativos a diferenças, mas acho essencial. Se vê bastante algo, às vezes de forma discreta, às vezes não: a humanidade por muitas vezes se esquece de seus semelhantes e é com isso que se pode vencer várias adversidades. Acho um contraste com o motivo dois. Até onde vão os limites entre o bem e o mal? E, claro, até onde vai sua humanidade?

THE 4400 QUALQURR COISA VIRA LATA4-Atuação.

Seria impossível de não falar. Embora eu não conhecesse nenhum dos atores por nome antes de assistir (embora vários eu jure que já vi antes), é inegável que eles estudaram muito bem seus papéis com toda a personalidade de seus personagens. Até mesmo Mahershalalhashbaz Ali (como fala isso, minha gente?), por mais que sempre pareça que vá cair aos prantos, casa direitinho com Richard Tyler (um soldado negro que sofreu muito racismo por ter se envolvido com uma branca nos anos 50).

5-É igual a Heroes e X-Men?

Migo, não. Pare com isso. Primeiramente, sobre X-Men, acho ótimo, gosto demais e é incomparável por ser um universo muito mais complexo e completo, mas ainda assim (até por isso, na verdade) tem nada a ver. Sobre Heroes: por muita gente conhecer Heroes e poucos The 4400, acham que, por ter pessoas com poderes especiais, The 4400 seria plágio. Mas esquecem de um detalhe: Heroes começou em 2006.

EXTRA- Pra finalizar: os colaboradores da série tem coração.

Além tudo isso e outros motivos, como reflexões sobre amadurecimento e manipulação da massa, um ponto é o mais importante pra mim. Sabe quando aquela série que você está amando decide acabar do nada? Sem final ou com um final horrível e sem lógica? Isso ocorreria com The 4400 se não fosse o pessoal que a tornava possível. Após quatro temporadas, eles não tinham mais como continuar, decidiram não nos deixar órfãos e, por ser um meio mais barato, publicaram dois livros (apenas disponíveis em inglês oficialmente e com preços caros, mas tudo bem) com a quinta e a sexta temporada. E vocês podem encontrar na internet.

SÉRIES QUE ME FAZEM PROCRASTINAR ATUALMENTE

Olá, Vira Lata! Hoje eu resolvi fazer uma listinha bem rápida só para atualizar vocês sobre o que assisti nos últimos dias/meses e ainda estou assistindo atualmente. Queria estar assistindo muito mais coisas, tipo o louco das séries, mas tempo é coisa rara pra quem está em processo de escrita do TCC. Entretanto, sempre dou uma escapada dos compromisso – o rei da procrastinação -, porque não sou obrigado a nada, e assisto ao menos um episódio de alguma série antes de dormir.

Sem mais delongas…

1ª SHADOWHUNTERS: Estou gostando bastante, apesar de não ter lido os livros e não poder fazer críticas acerca da adaptação, mas tá tranquilo. E como sai um episódio por semana, está bem tranquilo de me manter atualizado.

Shadowhunters - QUALQUER COISA VIRA LATAClary Fray é uma adolescente de 15 anos que, sem querer, presencia o acontecimento de um crime. Mas este não é um crime como outro qualquer: três adolescentes cobertos com tatuagens estranhas são os responsáveis pelo assassinato, executado com armas que Clary nunca viu antes. Antes de ela conseguir fazer alguma coisa, os três justiceiros se apresentam para ela: Jace, Alec e Isabelle são Caçadores de Sombras, responsáveis por proteger o mundo de vampiros, lobisomens e monstros que querem fazer o mal.

2º ORANGE IS THE NEW BLACK: essa série eu estou acompanhando com minha mãe e minha vó. E muitas das vezes é tão constrangedor assistir as mulheres tudo nua se pegando e sua família ao lado. #QuemNuncaPassouPorIsso? Mas é muito boa, gente, vocês precisam assistir.

ORANGE - QUALQUER COISA VIRA LATAPiper Chapman é uma mulher na casa dos 30 anos que é sentenciada a 15 meses de prisão por um crime que cometeu há quase dez anos. Ela transportou dinheiro para sua namorada que era uma traficante internacional.

RUPAUL DRAG RACE: eu nunca ri tanto com um Reality Show. Depois de ler vários comentários na internet, eu resolvi assisti e está entre minhas diversões atualmente. Ah, e é surpreendente as transformações. Sério!

RUPAUL - QUALQUER COISA VIRA LATARuPaul’s Drag Race é um reality show americano realizado pela produtora World of Wonder e exibido nos Estados Unidos pelo canal Logo. Idealizado e apresentado pela famosa drag queen RuPaul, o programa procura o carisma, singularidade, coragem e talento de uma drag queen, para suceder ao título de “America’s Next Drag Superstar”.

DEGRASSI NEXT CLASS: faz um tempinho que eu acabei a primeira temporada e estou morfando esperando a segunda. AGILIZA NETFLIX! Uma série que promete muito, mas ainda está com um enredo fraco. Porém, ainda vale a pena assistir.

DEGRASSI - QUALQUER COISA VIRA LATAA nova roupagem da série de sucesso traz discussões renovadas de temas importantes para adolescentes, como: homofobia, racismo, vícios, sexualidade e desilusões amorosas, famílias disfuncionais e doenças mentais.

SÉRIES: THE FLASH

CRÍTICA: a primeira temporada de The Flash começa com aquela história de um inimigo por semana, até ai tudo bem, mas as coisas começam a ficar complicadas depois que o Barry começa a encontrar as respostas para todas as perguntas que ele se tinha feito nesses 15 anos. A séria conta com aquela história de romance que quase ninguém gosta, mas que é essencial para o enredo da história: o mocinho é a apaixonado pela mocinha, mas  a mocinha não gosta dele do mesmo jeito. Com isso, o mocinho fica arrasado e a mocinha percebe que gosta dele depois de tudo e eles são felizes pra sempre, ou talvez não. Ah, e também tem a viajem no tempo e o universo paralelo que até então era muito simples, mas depois começa a ficar confuso. Hahaha

The-FlashA série é cheia de reviravoltas e chega até ser bem fiel as HQs em alguns momentos. The Flash tem ÓTIMOS efeitos especiais e um elenco Maravilhoso. Com destaque para Grant Gustin (AMO) que mostrou ser um ótimo ator e ARRASOU no papel de Flash, Tom Cavanagh merece uma medalha de Ouro por atuação também por interpretar o Dr. Wells, que se mostra um personagem muito misterioso e cheio de surpresas (SPOILER: Pessoalmente eu desconfiei desde o primeiro episódios de que ele era o cara de uniforme amarelo e que tinha alguma coisa haver com o assassinato da mãe do Bary).

Com váriiiios crossovers no universo de Arrow, The Flash não deixa de lado o realismo da trama. A série não é tão voltada para o romantismo e se foca mais no lado misterioso da história. A série também conta com varias referencias a filmes e séries que fazem bastante sucesso na atualidade, e claro muitas referencias científicas para quem é super ligado a Química e Física.


SINOPSE: Barry Allen (Grant Gustin) era um funcionário da Polícia Científica que, ao sofrer um acidente, foi banhado por produtos químicos em seu laboratório e, em seguida, atingido por um raio. Foi a partir disso que ele começou a ser capaz de canalizar os poderes vindos do “Campo de Velocidade”, e se locomover em altíssimas velocidades. Usando uma máscara e um uniforme vermelho, ele começa a usar suas habilidades para patrulhar Central City com a ajuda dos cientistas da S.T.A.R. Labs, e detém vilões ao mesmo tempo em que procura descobrir quem foi o assassino de sua mãe.


SÉRIES: GREY’S ANATOMY

Nota: 5 ESTRELAS

CRÍTICA: A série conta as lutas profissionais e pessoais dos médicos residentes do Hospital Seattle Grace, que mais tarde se tornará Hospital Memorial Grey Sloan. Grey´s Anatomy já se estabeleceu como uma das melhores séries americanas dos últimos tempos. Na série, a cada ano, o elenco se renova, alguns veteranos se despedem pra seguir suas vidas e, de tempos em tempos, caras novas aparecem e entram para  a história do hospital.

A série é extremamente boa, cheia de drama e emoção, não é igual a todos clichês que estamos acostumados a ver. Pessoalmente, ainda estou chocada com certas coisas que aconteceram na série e não encontro palavras pra descrever. É horrível acabar se apegando a um personagem e no episódio seguinte descobrir que ele vai morrer ou ir embora pra sempre, coisa que acontece muito. Apesar de tudo isso, a série tem uma ótima produção e ótimos atores, é muito fácil acreditar que tudo aquilo é real e acabar se chocando bastante com esse universo até então desconhecido para a maioria de nós.


SINOPSE: Meredith Grey, filha da renomada cirurgiã Ellis Grey, é selecionada como interna do Hospital Seattle Grace. Lá, conhece Cristina Yang, Izzie (Isobel) Stevens, George O’ malley e Alex Karev também internos, e que virão a se tornar seus melhores amigos durante o período como interna. Entre as outras personagens, se encontram a Dra. Miranda Bailey, apelidada de “Nazista” por sua rigidez e dureza com os alunos; os cirurgiões Dr. Derek Shepherd (par romântico de Meredith) e o Dr. Preston Burke. Além deste, há o Dr. Richard Webber, cirurgião-chefe e administrador do hospital.


GRACE AND FRANKIE – NETFLIX

Grace-and-Frankie-Netflix-Original-CastSINOPSE: Grace (Jane Fronda) e Frankie (Lily Tomlin) estão encarando a 3ª idade mas não da forma como imaginavam. Quando seus respectivos maridos revelam que estão apaixonados um pelo outro, e planejam se casar, a vida delas é virada de cabeça para baixo. Agora, elas estão ligadas eternamente por esse acontecimento e, já rivais, descobrirão que podem ter que tomar conta uma da outra.

 CRÍTICA: Os primeiros episódios não são tão convidativos, mas o enredo da história, os cenários e os protagonistas fazem você notar um grande potencial escondido, aí você dá uma chance e continua, embora as risadas e o entretenimento seja um pouco raso. Mas quem não adora uma coisa nova? E convenhamos que não se vê uma história dessas todos os dias. Já na primeira temporada as coisas começam a ir para o lugar e as risadas são garantidas. É um mundo mágico e leve com humor agradável, mas nem por isso deixamos de dar ótimas risadas! Quem tem avós em casa sabe do que eu estou falando! Aquele momento em que nossas avós pensam que a internet é uma pessoa e o Facebook um álbum de fotos.

  A série aborda um tema muito moderno, e que se torna cada vez mais normal. A união de duas pessoas do mesmo sexo, foi uma ideia muito interessante usar um casal já de idade em vez de jovens. O seriado também procura mostrar que nunca se é tarde pra recomeçar, a vida é curta então temos que vivê-la da melhor maneira possível independentemente da idade.

 O cenário tem tudo a ver a história e se encaixa perfeitamente em cada cena.

SÉRIE: DEMOLIDOR – NETFLIX E MARVEL

NOTA: 4 ESTRELAS (Muito Bom)

Quem diria que a parceria da Marvel com a Netflix daria um resultado tão impressionante?  Essa é, com certeza, uma das melhores adaptações de HQ que eu já vi, senão a melhor. A série tem um clima que lembra filmes investigativos e uma bela atmosfera típica dos incríveis trabalhos de Frank Miller: sombria, misteriosa, cheia de ação… A serie é maravilhosa! O desfecho é ótimo e sem falar que o Charlie Cox arasou no papel.

demolidor

Estou super orgulhosa da Marvel, que por sua vez está se superando cada vez mais na mostra de seus heróis. Diferente da maioria dos trabalhos da Marvel, a série deixa o humor um pouco de lado e se foca mais na ação e no mistério. A cada episódio o espectador fica mais motivado a continuar assistindo. Mas não se pode esperar muito do final, já que é como nos desenhos para crianças. Essa é sem duvida a melhor série da Marvel, se faltava obscuridade em Marvel Agent’s of SHIELD, aqui tem de sobra. E a atuação de D’Onofrio merece um Oscar, senti na minha pele seus sentimentos de frustração, raiva e seu amor pela Vanessa.

O elenco é muito bem preparado para o trabalho. Principalmente quando se fala do Charlie Cox que interpreta o herói, e Vincent D’Onofrio, interpretando o Wilson Fisk. Claro que não posso deixar de parabenizar os diretores e toda a equipe técnica pelo maravilhoso trabalho. E claro ao criador também, Drew Goddard.


SINOPSE: Matthew Michael Murdock (Charlie Cox) é um jovem atleta e excelente aluno. Ainda na adolescência, um acidente envolvendo um caminhão que carregava lixos tóxicos o deixou cego e fez com que ele desenvolvesse vários sentidos. Quando Matt decide vestir o uniforme e adotar o nome “Demolidor” (Daredevil), leva uma vida dupla: é advogado durante o dia, e, à noite, protege as ruas de Hell’s Kitchen, seu bairro em Nova York.


IZOMBIE – BASEADA NA HQ DA VERTIGO

NOTA: 5 ESTRELAS

CRÍTICA: Baseada na HQ da Vertigo com mesmo nome a série acompanha Olívia Moore, uma residente medica que tem uma vida completamente mapeada, até que uma noite, ela decide ir a uma festa que, inesperadamente, vira um massacre zumbie. Fazendo parte do grupo de mortos-vivos, Liv dá o seu melhor para parecer o mais Humana possível.

IZOMBIE

A partir daí, Liv, começa a agir de um modo completamente diferente, o que acaba trazendo complicações para suas relações pessoais, como seu noivo, Major; sua mãe, Eva e sua colega de apartamento, Peyton. Para se alimentar, Liv, troca sua residência por um emprego no necrotério de Seattle, onde passa a comer os cérebros das pessoas que passam por lá.

Mesmo sendo cuidadosa, seu chefe, Dr. Ravi Chakrabarti, descobre seu segredo e fica empolgado com a ideia de fazer experiências e descobrir a cura.

Mais tarde , Liv descobre que consegue ver as memórias das pessoas ao comer seus cérebros, o que a leva a ter visões das mortes das pessoas. Para a surpresa do Dr. Ravi e do detetive Clive Babineaux, ela da detalhes das cenas do crime e motivações que não pode explicar, fingindo ser uma Médium, ela começa a trabalhar pra o detetive.Depois de ter uma visão durante um sonho, Liv descobre que não é a única Zumbie “viva” e sai a procura pelo Zombie responsável por transforma-la.

Dirigida por Rob Thomas, a primeira temporada da serie conta com 13 episódios e já foi renovada para uma segunda sem data de lançamento. O elenco da serie conta com a presença de Rose Mclver (Liv), Rahul Kohli (Dr. Ravi), Robert Buckley (Major).

 


SINOPSE: Olivia “Liv” Moore (Rose McIver) tinha bochechas rosadas, era disciplinada, médica residente com sua trajetória de vida completamente traçada… até a noite em que ela foi a uma festa que transformou-se, inesperadamente, em um frenesi zumbi. Agora, transformada em morta-viva, ela conseguiu um emprego no departamento legista para ter acesso aos cérebros de que deve se alimentar para manter sua humanidade. Mas, a cada cérebro que ela consome, ela herda a memória que nele habitava.


Essa série é simplesmente fodástica. E caba com aquele clichê dos zombie. Simplesmente agora você vai se amarrar neles. Agora me digam vocês! Diga aqui nos comentários o que você achou da série.

5 MOTIVOS PARA ASSISTIR ONCE UPON A TIME

Uma das minhas paixões atuais tem sido a série Once Upon a Time. Eu descobri através de uma amiga, mas no início não dei muito valor. Entretanto, hoje em dia, já estou criando meus seguidores. E não poderia deixar de apresentar pra vocês. Por isso resolvi trazer 5 motivos pelos quais eu assisto e vocês devem assistir a série.

once upon a time

1º- Todos os contos de fadas em uma única série

Gente, se um conto de fada já é bom. Todos juntos é o paraíso literário. Mas calma, não pense que se trate de uma série infantil. Muito pelo contrário! O autor teve a ótima ideia de transformar todos os contos de fadas em algo muito mais perigoso do que poderíamos imaginar. Nunca mais você verá a Chapeuzinho Vermelho como via antes. Ou até mesmo o menino que não queria crescer, Peter Pan. E Branca de Neve? Bom, vocês vão ter que conferir. Todo mundo sempre quis saber o que aconteceu antes e depois dos finais felizes. E há alguma verdades que irão fazer você olhar diferente para quem é o vilão e o herói da estória.

2º- Sem heróis e sem vilões

O mais fantástico da série é que ela traz uma abordagem muito legal dos vilões. Eles já nasceram assim? Por que eles querem tanto destruir os finais felizes? E os heróis sempre foram heróis?

Na série podemos entender o outro lado da estória, que quando somos crianças nunca fomos apresentados. E que pensando bem, é algo muito injusto. Por que já crescemos com a ideia que existe pessoas totalmente ruins e pessoas totalmente boas. Será?

3º- Episódios envolventes

Once Upon a time é do tipo que você termina um episódio e já corre para assistir o próximo. Por que sempre fica na sua mente: o que vai acontecer agora?

header

4º- Tem a melhor vilã

A série se baseia em todos os contos de fadas, entretanto, ela gira em torno da estória da Branca de Neve e a Rainha Má, que na série é conhecido como Regina. E que de longe é a minha personagem favorita. E se eu já a odiei? Sim, muito!

Mas em cada episódio, mais especificamente a partir do final da segunda temporada, você vai amando a Rainha má. Ela nos remete muito a nós do ‘mundo real’. Ao nossos erros e acertos em busca do nosso final feliz. E que tudo que fazemos de errado na verdade é uma tentativa de ser feliz, mesmo que seja da pior forma.

5º- Eu estou indicando

Eu sei, esse parece o motivo mais tolo de todos da lista, mas é ai que você se engana. rsrsrsr

Se estou indicando é porque eu acredito que valha a pena conferir.

Me digam aqui nos comentários o que vocês acham da série…