Autor: Ingrid Omena

AQUELE NOSSO ÚLTIMO SHOW

Hoje me peguei revendo as fotos do nosso último show juntos, teu sorriso em meio aquela multidão apressada, enquanto ao fundo tocava “Viva la vida” da Coldplay, e eu só conseguia admirar aquele teu brilho no olhar que me fazia sentir em um espaço só nosso,  aquele abraço apertado depois de meses sem nem sequer trocar uma palavra, mas os abraços sempre me diziam que aquele espaço de tempo nunca existiu. Parece que aquele penúltimo dia juntos nunca seria real. Lembro de cada sorriso, lembro de cada pedido de ajuda na organização dos últimos detalhes…

DETALHES

tumblr_n1yvu5gpf91sdxl4oo1_400Ele é um menino que brinca com as ondas do mar, uma criança que se diverte jogando bola, uma pessoa de sorriso fácil e olhar convincente, nem sempre ele vai falar o que sente, mas quando sentir, todos irão perceber.

Já o vi como homem segurando momentos difíceis, apoiando quem amava nos braços como se nada o atingisse, se fez de escudo para proteger seu amor, mas o vi ter medo quando uma simples garganta inflamada o atingiu. Ele pode ser uma metamorfose.  Hoje ele pode ser o homem responsável que debate políticas sociais, humanidade, cultura e tantos outros  assuntos importantes, mas em questão de segundos, ele pode ser o menino que corre atrás de crianças na rua, se joga no mar sem nenhuma responsabilidade ou medo de o quão fundo perigoso está ficando conforme a sua distância.

MESMO COM TODOS OS LIVROS, NÃO SEI NADA SOBRE O AMOR

Eu sempre acreditei que o amor fosse algo imprevisível, algo que sempre me tirasse do chão e me levasse pra um universo irreal. Algo como os relatados em livros, algo digno de ser escrito em um livro e lido para adolescentes, exagerado? Eu sei, mas se não fosse assim, eu nem queria.

Como num estalo em minha mente, o amor apareceu pra mim, ele não tinha algo que chamasse muito a atenção, nada fora do comum. Mas o sorriso dele tinha algo que me chamava atenção, algo que pedia atenção. Depois de algumas mensagens trocadas, por curiosidades e sem pretensão de flerte,  ele falou de Cazuza, Pokemón e Política, Algo que me fez querer continuar a ficar  e escutar todas as suas desventuras de vida. Nada extraordinário, mas uma normalidade incrivelmente envolvente.

O QUE É AMOR PARA VOCÊ?

o-que-e-o-amor-blog-qualquer-coisa-vira-lata-reflexaoOi, amor, eu não iria falar sobre você. Mas a falta de sono no hospital, o silêncio e o tédio sempre me leva a escrever pensamentos aleatórios. Hoje tentamos entender o que é o amor, um sentimento descrito em vários livros, cada um a sua maneira.

Alguns já descreveram amor como algo tão mágico ao ponto de que eu achei algo impossível de sentir, viver e retribuir. Também li relatos de que o amor é ruim, algo que expõe, te fragiliza até que alguém te machuque. Para outros – minha versão preferida – o amor é algo simples, tão simples que passa despercebido. Mas sempre é sentido.

Então, simplesmente, eu começo a entender o que é o amor. Eu percebi que era amor quando tive medo de te perder pela primeira vez, meu coração acelerado ao ponto de nem sentir bater em meu peito. Descobri que era amor, quando tive a oportunidade de ir descansar depois de dias acordada e preferi ficar lá ao teu lado, nem que fosse pra te olhar de longe e dizer “estou aqui”.

É amor a cada gesto de carinho, é amor a cada mensagem que te mando e pergunto se está tudo bem, a cada boa noite antes dormir, a cada vez que me preocupo em te ver feliz. Amor é um pouco da magia citada por uns, afinal, mágico é tudo que não dá para a ciência explicar. Amor é você não ser somente mais um na vida de uma outra pessoa, mas sim, poder tocá-la de tal forma que proporcionará um sorriso, uma saudade, uma lágrima, uma força, um consolo, um perdão, um sonho. Por fim, é declaradamente amor quando se demonstra em pequenos gestos diários a tranquilidade em ver o outro feliz.

ME PREENCHI DE VAZIOS

me preenchi de vazios  - blog qualquer coisa vira lata - sentimentos - amorVocê desistiu dos nossos planos, disse-me olhando nos olhos que “me amava, mas nossas diferenças nunca nos permitiriam ser felizes juntos”. Eu poderia implorar para que você voltasse, poderia prometer mudanças drásticas ou até mesmo jurar um amor infinito, ao invés disso, eu apenas me levantei e segui para chorar onde ninguém pudesse ver.
Em alguns dias percebi que sua falta era mais difícil de suportar do que eu imaginava, fui tomada por um vazio que me fazia sentir triturar todos meus sentimentos de felicidade divididos com você. Meu orgulho não me permitiria correr para teus braços, afinal, foi você que decidiu desatar o nó que nos unia. Desse dia em diante decidi superar você, me livrei de cada lembrança, foto ou rotina que me remetesse a você. Então preenchi minhas noites com festas, bebidas e muita “loucura”. Fiquei com alguns caras, entre eles nenhum que eu quisesse ouvir a voz no dia seguinte, foi uma fase divertida até, mas logo que a manhã chegava acompanhada da ressaca eu via que aquilo alí não era pra mim: salto, excesso de maquiagem, roupas justas e bebidas caras, tudo aquilo gritava dentro de mim, o mundo da “ostentação” nunca me pertenceu e aquelas pessoas eram vazias demais para preencher qualquer coisa dentro de mim.
Poderia lhe culpar, dizer que tudo que fiz de errado foi sua culpa, mas foi aprendizagem. Sua falta doeu um pouco assim que decidi voltar a minha rotina, meus amigos de sempre e minhas noitadas acompanhada de um simples vinho, violão e debates sobre a vida e as vantagens de vive-las. Mas esses momentos me preencheram, você agora é parte de uma história do passado, me amo até de mais pra me permitir afogar em vazios.
Hoje você me ligou, dizendo sentir saudade e eu realmente queria te dizer que é recíproco, queria te dizer que preciso de você para voltar a viver, mas eu sobrevivi sem você! Sobrevivi aos supostos vazios que você deixou aqui. Agora te olhando nos olhos eu queria te abraçar e voltar no tempo, só que é tarde de mais, não me vejo em uma vida com alguém que desistiu de mim nas primeiras dificuldades.
Obrigada por ter me feito amadurecer nos meus sentimentos, você foi importante nessa transição para a liberdade de ser quem eu sou. desejo que seja muito feliz no seu futuro, mas daqui pra frente eu sigo sozinha.

CORAÇÃO ESTILO PIPA AO VENTO

amor feito pipa ao vento - qualquer coisa vira laraAté gosto de você. Gosto do jeito como nos encaixamos e somos o que alguns diriam ser “perfeito”, mas desculpa meu lindo, meu coração já teve muitas lições, já aprendi muito sobre promessas desse “para sempre”.

Hoje em dia lhe digo que prefiro ser “a incerteza”. A solidão já não me assusta, para falar a verdade, a minha vida solitária é bem mais confortável. Minha instabilidade foi o que te fez gostar de mim, não tente mudar isso agora. Podemos nos encontrar por aí e se tivermos vontade ficaremos juntos, mas na manhã seguinte não estranhe se eu não estiver lá, no meu lado da cama, é que esse lance de conchinha nunca foi o meu “sonho de consumo”.

Tenho dificuldade de admitir, mas esse teu sorriso me fascina. É foda, eu não consigo evitar ser totalmente tua. É por você que eu perderia mais de mil e uma noites, mas é que eu sou orgulhosa demais para assumir que seguraria tua mão e aceitaria esse risco. Por isso, vou continuar assim, eu sempre tive alma de pipa solta ao vento e você sempre foi a linha que me ligou ao chão.

Dessa vez deixarei o destino se encarregar. Talvez serei tua lembrança boa no futuro, talvez serei aquela lembrança nostálgica que te fará sorrir ou serei, simplesmente, mais uma aventura que te deixou marcas na memória. Com isso, quero te pedir para esquecer as infinitas possibilidades futuras, esqueça essa ideia de se prender a mim, não dará certo. Seguirei a minha vida, e te encontrando em algumas esquinas, bares ou cinemas, o acaso  se encarregará de nos levar para o lugar correto.

PARA VOCÊ E POR VOCÊ ME DISPUS

Para você e só por você eu me dispus. - QUALQUER COISA VIRA LATA
Ei, Talvez eu te ame sem nem ao menos saber o que é o amor. Comecei a desconfiar desse sentimento quando se tornou impossível acabar o dia e não ouvir tua voz. Sutilmente se tornou minha melhor rotina e a melhor parte do meu dia. Situação inusitada te conhecer, pois logo eu, que sempre fui tão diferente, me percebi tão igual a você. Minhas regras sempre foram: manter a distância por segurança, não me envolver e evitar promessas de um futuro que eu não posso controlar. Mas, com você, me percebo disposta a mudar para a lua e até fazer amizades com Extraterrestres. Com você o perto é pouco, nos tornaríamos um só e eu ainda me sentiria distante. E se você gostar de criar planos para o futuro, eu permito que me fale todos em voz alta, minha única condição imposta é que o “eu e você” se torne um “nós” nesses planos.

Agora me pego rindo sozinha ao analisar a situação em que me permiti chegar. Por experiência própria te digo: não adianta, pode repetir em voz alta quantas vezes quiser o famoso “NÃO VOU ME APAIXONAR”, pois não vai funcionar. Não sei como funcionam as regras do amor, não tenho nem certeza se existe regras, mas já aprendi que ele não analisa a melhor hora pra você, não te solicita. Esse sentimento vem e te arrebata, sutilmente ou ferozmente. No momento estou escrevendo sobre meus sentimentos por você, decidida a me despir de todas as regras, preconceitos e timidez. Para você e só por você me exponho sem medos, aceito não ter o controle de tudo e aceito todo esse amor.

Talvez o meu jeito de amar seja esse, talvez os amores sejam assim, cada um a seu modo. Amar é permite-se sermos apenas nós, ou melhor, totalmente nós, sem padrão algum. Então, eu, verdadeiramente, sem máscaras, sem melhorias disfarçadas e com cada trejeito, descobri que te amo.

Leia ouvindo: Tubaína – Me Ensina

O QUE É O AMOR PARA VOCÊ?

tumblr_lxeljkUW401r7npheo1_500

Leia ouvindo Justin Bieber – Love YourSelf

Já se perguntou como é esse amor que tanta gente sonha alcançar? Muita gente sonha com algo tão perfeito, sonha que o amor é como um estalo que dá em nossa mente e “vualá”, deu a sorte de encontrar o amor perfeito, sem brigas, apenas momentos felizes, aquele frio na barriga adolescente pro resto da vida, em todos os dias, mas e se eu lhe disser agora, que o “amor” não é como nos filmes de romance? (que eu pessoalmente sou viciada).

Geralmente filmes são editados e não contam histórias por completo, não mostram o por quê o amor se fez tão forte entre aquele casal de idosos fofinhos que apontamos, imaginamos, sonhamos e desejamos pra nós. Pessoalmente vi casos de amores de verdade, um em particular não deu certo e em enquanto todos de fora julgam um romance que sempre foi predestinado a não dar certo, os corações deles quase gritam com os olhos que “Queria que desse certo”, e apesar de mais de 15 anos separados todos (que observem seus olhos) percebem que entre eles ainda existe amor, sabe quando seus olhinhos brilham de uma forma única só de ouvir o nome do outro? No caso dele isso nunca acabou. O amor se constrói, se solidifica, se torna eterno e talvez sim perfeito a sua maneira, é impossível descobrir a força de algo sem testar, é impossível concordar com outro em tudo, é impossível não querer um tempo só seu, é impossível ter as mesmas preferências, é impossível muitas coisas e acreditem ou não, existem tantos casais, todos os dias lutando para o impossível ser POSSÍVEL todos os dias, 24 horas por dia e esses tipos de amores se passam despercebidos todos os dias, mas esses amores enfrentam crises de casais, crises financeiras, crises familiares e continuam acreditando no amor deles, um amor singelo, que não precisa ser espalhado aos quatro cantos do mundo, pois sabe que o essencial pode ser dito no “pé do ouvido” e o “eu te amo” antes ditos todos os dias, são quase que substituídos por singelas gentilezas diárias.

Talvez o amor que eu lhe mostrei não seja tão mágico como nos filmes, mas eles são reais, estão ao seu redor todos os dias, estão longe da perfeição, mas a final o que é perfeição? Esses casais amadureceram, aprenderam o valor das palavras, aprenderam quem realmente precisa saber dos seus sentimentos, aprenderam o valor da simplicidade e acredito que da forma mais difícil aprenderam com as crises o quanto palavras importam, mas que não tem muito significado quando não se demonstra em atitudes diárias um pouco desse sentimento vivo e persistente no peito, que gostamos de chamar de amor. Então observando esses detalhes, logo percebi que o amor é muito mais que “estalo” em nossas mentes, é muito mais, é mais maturidade, mais calma, é aquele sentimento que te faz melhorar (não mudar), superar crises e não desistir de estar ao lado de quem se ama, a final o conceito deveria ser a simplicidade.

QUAL FOI A ÚLTIMA VEZ QUE VOCÊ SE LIBERTOU?

tumblr_mvyaiqAgRc1se92u6o1_500 (Leia ouvindo)

Pare para pensar um minuto, agora me responde quantas de suas escolhas foi apenas por você? Qual foi a ultima vez que você foi “apenas você”, sem vestígios de opiniões de outros? Qual foi a ultima vez que você decidiu fazer algo sem ao menos pensar que existe pessoas a te olhar e comentar? (pausa dramática)

Talvez nunca nos libertamos totalmente, até enchemos a cara as vezes e ficamos loucos, fazemos e dizemos tudo que temos vontade, mas porque só sobre o efeito do álcool? Perder a sanidade por algumas horas por vontade própria é tão arriscado assim? Vontades, somos feitos delas, a maioria dos teus pensamentos que te tira o sono na madruga é por causa das vontades, mas não são aquelas que você fala pra todo mundo, não são as que enche tua família de orgulho, são aquelas que te definem. Nós mostramos a sociedade a nossa versão anjo, aquela em que todos se orgulham, e os “loucos” que ousam expor sua parte cheia de vontades são os famosos “revolucionários”, os que conseguem um feito que é raridade, sair do comodismo, saber que vai ser muito julgado por suas decisões, mas preferir ser suas vontades por inteiro e não a vontade de terceiros.

Penso em me libertar todas as noites, mas quando amanhece o dia não tenho coragem de decepcionar quem amo, não aguentaria ver os olhinhos de quem amo vendo que não sou o que eles idealizam de mim, sim! Sou uma covarde! Sei disso, mas todas as noite tomo minha dosagem de coragem, mas pela manhã o efeito já passou, então vou vivendo assim, até o dia em que sem querer eu tome uma overdose e me liberte.

Então que eu me liberte, mas essa liberdade sob o efeito de alucinógenos não me interessam, não me traz alegria, o que eu quero pra mim ainda não tem nome, desejo sair desses trilhos que me prendem, acho só quando eu perder essa linha certinha é que vou descobrir que sou livre: livre pra ir a qualquer lugar, livre pra ser quem eu quiser, uma liberdade tão grande que eu decida ser eu mesma.

NÃO ME SINTO VAZIA

tumblr_lkp5w1c0tc1qe2qtjo1_500_large Leia ouvindo – Ana Carolina – Hoje eu to sozinha

Esses dias me perguntaram se eu que falo tanto do amor, não me sentia vazia por estar sozinha. Isso me deixou pensativa por dias, afinal, o que é estar sozinha? Tenho amigos, família e uma vida, digamos que normal quando se trata de mim.
Mas entendi a pergunta e a resposta é: não, não me sinto vazia! Sinto falta sim, de momentos “tolos”, como aquela singela mensagem de bom dia com uma carinha sorridente, ou aquelas ligações que vem com a voz de alguém te dizendo “estou com saudade”, de ter alguém além de amigos para dividir a pipoca salgada do cinema e até tenho pessoas dispostas a fazer isso por mim (espero que eu não pareça convencida, mas melhor não mentir) e em sua grande maioria existiria verdade da parte deles, mas e minha? Isso deveria importar antes de qualquer rótulo. Não?
Não sou capaz de deixar alguém mergulhar de cabeça em uma piscina rasa ( a piscina seria eu ), já tentei me envolver com alguém e esperar o sentimento evoluir, mas a cada “eu te amo” que ouvia apertava o peito, dava um nó na garganta e eu me sentia a pior pessoa do mundo. Então acho que essa deveria ser uma atitude que todos deveriam tomar na vida, só rotular uma relação quando o seu olhar sentir que achou seu pequeno universo no olhar da outra pessoa, quando os abraços forem a certeza de segurança e quando você sentir que realmente é amor, paixão ou essas ilusões convincentes da vida.
O que quero dizer é que não me sinto vazia, estou transbordando amor em mim, estou lotada de bons sentimentos e isso me faz feliz, se eu quero alguém para dividir tudo isso? Sim, mas não tenho pressa, estou realmente bem no momento. Não aquele “bem” que vejo por aí, aquele “bem” que as músicas do “Weslley safadão” descreve, do tipo “estou bem sozinho e vou pegar todo mundo para me preencher” ou do tipo “superei aquele amor, agora vou encher a cara até ligar pra ela”, o meu “bem” é aquele do tipo: estou tranquila do jeito que está, vou ler um livro, sair para beber só pelo motivo de querer beber, e quando toca Wesley safadão não ter ninguém para dedicar a música e esfregar na cara o suposto “estou bem”, Porque estar bem não é só uma resposta para as pessoas pararem de encher o saco, é uma fase da vida em que você se sente tranquila em relação a esses rótulos.

MEDO DE PERDER O NOSSO INFINITO

Leia ouvindo: Que sorte a nossa – Matheus e Kauan   

tumblr_static_tumblr_ldxw8bejbf1qastyxo1_400_large

Não sei quantas vezes isso acontece na vida, nem se acontece mais de uma vez, mas é tão bom se sentir infinita ao lado de alguém. Parar e se pegar pensando em como é bom o momento atual, talvez não a situação, mas a companhia que está ali. Receber aquela ligação no meio da noite, onde nem se tem assunto, mas um busca o outro só por ser bom ouvir a voz, trocar mensagens que às vezes nem dizem tanto, mas representam muito.

Incrível é que a bagunça que você tem em si já nem importa tanto, você até tenta arrumar, observar possíveis mudanças, mas não incomoda como antes, não mais. Quando falo desse sentimento novo, alguns dizem ser paixão, amor e até ilusão, pra falar a verdade nunca me importei em rotular e acho que isso é o que faz ser tão magnífico, intenso e só nosso. Ouvi muita gente me aconselhar para “cair fora” antes que se complique, que esse nosso jeito diferente de viver vai nos causar problemas, que nossas palavras presas na garganta seria algo que incomodaria em breve e isso me causou muito medo, mas não foi medo do que todos falavam, era um medo estranho, um medo do meu infinito não te ter mais por perto!

Alguém me disse um dia que o medo de viver te faz perder muito tempo da vida, então seja lá o que for esse sentimento que me faz tão bem, seja ele ilusão, amor ou paixão, quero você aqui. Quero dividir o meu infinito ao teu lado, quero te dizer sempre que possível, sem medo nenhum que eu quero você para mim, aqui. Te olhar nos olhos daquele jeito que sempre acontece, com nossas palavras presas na garganta sim, mas legendada nos olhos. Depois que tudo for lido, te dar aquele beijo que nos faz sentir um só, me acolher em teu abraço e sentir que ali é o meu lugar, simples assim, sem rótulos, promessas ou medos, apenas você, eu e nosso infinito do presente.

UMA SINGELA OBSERVAÇÃO DE NÓS DOIS

tumblr_m5123s5di01rxc3kso1_500

Leia ouvindo “É amor” – Jorge e Matheus   

Não esqueço o dia que te vi pela primeira vez, estava ali fixado em um livro que para falar a verdade nem me importei em ver qual era, a única certeza foi que eu precisava encontrar um jeito de me aproximar. Conhecer o dono daquele olhar que me intrigou tanto, e assim nos tornamos algo indefinido.

Somos o oposto em quase tudo: eu adoro a multidão, adoro observar o quanto somos diferentes e nunca me importei ao certo se existe esse papo de “pessoas certas”. Já você sempre foi cauteloso e preocupado com esses assuntos de lugares onde era “certo” frequentar. Acho incrível sua vontade de sempre buscar as pessoas que indiscutivelmente seguem os padrões e seu medo de andar com pessoas loucas, enquanto eu morro de medo de andar com os modelos padrões e ficar muito explicito que eu saio de qualquer modelo que a sociedade impõe.

O incrível é como nos tornamos “um só” quando estamos a sós, como qualquer diferença desaparece. Não sei dizer se isso é amor, nunca descobri se amor é eterno e pra falar a verdade sempre odiei colocar rótulos em sentimentos, mas amo seu jeito de querer explicar tudo que você sente quando estamos juntos, e assim quero continuar por tempo indeterminado, amando nossas diferenças e que o ponto final dessa história só venha depois de muitos capítulos…

O QUE RESTA É SAUDADE

tumblr_m4lq7ktynP1rrk6bho1_500_large.pngHoje me peguei pensando em nós, nossas risadas, nossos abraços e até nossas brigas. É difícil aprender a viver sem teu sorriso, o mundo perdeu um pouco do seu colorido e ficou mais uniforme e comum. Você se foi e não existe nada que eu possa fazer pra mudar isso, mas sua partida me deixou lições que devo colocar em prática.

O ser humano tem essa mania de achar que tudo é para sempre e sempre deixa para demonstrar o amor por ultimo, até o dia que é pego de surpresa e não tem mais o amanhã para ser feliz. Admiro pessoas que vivem cada dia como se fosse o ultimo, pessoas que são incrivelmente intensas. São essas que dizem “eu te amo” no primeiro mês de namoro, essas que sempre dizem eu te amo ao fim de cada dia. Talvez elas estejam certas, talvez essas sejam as que menos sentem remorsos nas despedidas.

Odeio despedidas, eu fujo delas com todas as minhas forças, mas por vezes sou forçada a enfrentá-las, e não é fácil, é o pior momento da minha vida, saber que não verei mais os sorrisos que para mim são sempre os mais marcantes, os de quem amo. Sempre existirá aquele desejo: eu queria mais um pouco de tempo! E ainda que você deseje isso com todo seu coração, alma e espírito, você  não terá nem mais um segundo.

Então viva! Viva o hoje como se não existisse mais o amanhã, diga “eu te amo” de todo seu coração, não importa que não exista clima, que seja no meio de uma discussão ou que seja para quebrar aquele silêncio. Demonstre o que sente, antes que seja forçado a dar o adeus com palavras engasgadas na garganta.

É MUITO AMOR PRA POUCA CORAGEM

large

Sinceramente, não sei por que temos tanto medo quando o assunto é amor, já me peguei olhando o celular e esperando ligações ou mensagens de quem eu gosto. Já tive dias de ir verificar nas redes sociais e olhar as fotos e apenas ficar olhando sem dizer nada, mas talvez se não existisse esse bloqueio em minha mente e, se eu ao menos uma vez, fizesse e dissesse o que sinto,  me livraria dessa tortura que é viver nesse meu mundo imaginário…

Talvez esse seja nosso medo: medo de não ser tão perfeito como a história influenciada pela Disney em nossa mente. Acho incrível essa nossa capacidade de criar histórias lindas e na hora de colocar na vida real só conseguimos ver os defeitos, os problemas e os medos de tudo dar errado, então mais uma vez preferimos deixar subentendido e sofrer em silêncio.

Já cansei de ouvir pessoas repetindo frases do tipo “por que comigo tudo tem que ser complicado?” E eu me pergunto: será que não somos nós que complicamos? Complicamos tudo com essa mania de pensar se vai dar certo antes de começar, pensar se esse amor vai ser pra toda vida, o que as pessoas vão falar quando souber e tantas outras coisas que nem vale a pena pensar. Sei que temos que ouvir a razão QUASE sempre, mas pra toda regra tem sua exceção, e quando é amor nem existe esse papo de razão.

Fica tudo mais leve e descomplicado quando você se deixa cativar e viver, sem regras e medos, o que importa se você vai quebrar a cara? É esse medo que lhe bloqueia de viver algo bom, se no final não for o melhor (todo final é uma merda) vamos ter uma boa história de tentativas e erros pra guardar na memória e daqui um tempo não vai fazer diferença.

Então é preciso criar coragem para mandar mensagens ou fazer ligações, parar de só admirar fotos e ir lá curtir e comentar, se livrar dessa mania de deixar subentendido ir lá e deixar ENTENDIDO, precisamos de 3 segundos de coragem e o resto se resolve.

APAIXONA-SE X BATER A CABEÇA NA PAREDE

tumblr_mqia07fCCR1sazagyo1_500

“Pra que se apaixonar quando você pode simplesmente bater a cabeça contra a parede e ter o mesmo resultado?”

Por que se apaixonar vai muito além de se machucar, se apaixonar na minha opinião é sentir como se existissem borboletas no seu estômago, é se perder em um abraço como se ele causa-se um efeito de parar o tempo, é talvez pela primeira vez onde você expõe seus sentimentos sem medo.

E, queridos leitores, não tem como escapar dessa sensação, é um sentimento avassalador e você vai sentir algum dia, você queira ou não. Às vezes ele chega discretamente como um simples gostar da companhia do outro e outras vezes seus coração parece pular fora do peito quando você encontra aquele desconhecido. Não existe uma receita ou definição que descreva esse sentimento. Já conheci paixões de verões que foi tão intensa quanto aquela paixão de anos de namoro. O que quero dizer é que já está na hora de parar, parar com essa mania de tentar passar essa visão para o mundo de que se apaixonar é uma coisa ruim, quando na verdade, nem você acredita nessa versão, tenta assumir que tem medo, medo de se apaixonar e acabar, porque nós seres humanos temos essa obsessão de querer que tudo dure pra sempre.

Então vai lá, coragem! Vive aquela paixão que tem tudo pra dar errado ou aquela que parece ser o seu “pra sempre”, não importa como você vai definir, o que importa é viver, colecionar histórias pra contar e se, no fim das contas, você se machucar, e ter a sensação que caiu de uma escada ou bateu com a cabeça na parede, eu só lhe digo que vai passar, é tipo uma recuperação gradativa e quando menos esperar vai estar lá se apaixonando novamente.