Autor: Alef Jordi

QUANDO APRENDEMOS O QUE É TRAGÉDIA

Recentemente, ouvi um texto do Marcos Piangers, ele falava sobre tragédia. Esse texto é um daquela série de coisas simples, que já sabemos, está bem na nossa cara, mas fazemos questão de esquecer, e fazemos de forma tão fácil que nem percebemos que já sabíamos disso tudo.

No dicionário, o significado de tragédia se dá por uma ação que cominou em acontecimentos fatais, funestos. Engraçado pensar sobre a nossa capacitada de significar a linguagem, uma significação muito peculiar e intrínseca, mas às vezes também muito convencionada ao comum de uma sociedade que se apresenta de forma muito fácil como seca, obscura e desesperançosa. Tenho pensando seriamente sobre o que pra mim se apresenta como trágico. E corroboro com as reflexões do Piangers, quando diz que: a morte não é trágica, ela aconteceu porque tinha que acontecer, afinal, o destino tão distante de todos nós é a morte; a separação de um casal não é trágica, na verdade, trágico é você deixar de experimentar momentos extraordinários por querer estar ao lado de uma pessoa que não te faz feliz. Passar a vida toda solteiro não é trágico, quando na verdade, trágico é passar a vida toda procurando ser a metade de alguém quando você já se senti inteiro/a.

Mas então, no findar dos meus vinte quatro anos, aprendi o que pode ser trágico.

Trágico é meu sobrinho de dois anos e meio preferir assistir vídeos de crianças brincando de carrinho no YouTube, na maior parte do tempo, do que brincar com seus próprios carrinhos. Trágico é você nunca ter experimentado ir ao cinema sozinho por achar que sempre precisa do outro pra ser mais divertido. Também é muito trágico você nunca responder um “eu te amo” de volta pra um amigo, amor vai muito além de atração – na verdade, atração não é amor. Trágico é você achar que tem que ser bom em tudo que faz, e esquecer que pode ser melhor ainda naquilo que realmente gosta de fazer.

Trágico é perder a oportunidade de ser feliz por sempre achar que há um tempo depois. É trágico, é fatal, é sem tempo, é funesto.

EU ASSISTI: THE END OF THE F***ING WORLD

Neste mês de janeiro, a Netfliz lançou uma nova série, a The End Of The F***ing World. E eu assiti!

Confesso que logo no segundo episódio da série fiquei um pouco receoso, pois uma série adolescente em que um menino bonito e esquisitão, mas também com traços de psicopatia é romantizado, não me parecia muito legal. Mas não gente, calma, a série é muito além disso.  James, um menino que desde sua infância sempre foi muito “diferente” das outras crianças, afinal, não é muito comum alguém colocar a mão em uma fritadeira só para tentar sentir alguma emoção, não é mesmo? Fora isso, tinha muito dificuldade de se relacionar com outras pessoas.

James (Alex Lawther) – Fonte: Google

DICAS DE TATTOOS BASEADAS NO ESPAÇO

Hoje resolvi trazer aquele post que vocês sempre super visualizam. E fala sério, gente! Que trabalho que dá encontrar a tatto perfeita ou aquela que faça, no mínimo, algum sentido. Principalmente para quem vai fazer pela primeira vez, assim como eu.

Eu não sei vocês, mas eu sou fascinado pelo universos. E por que não fazer uma inspirada nele? Por isso, resolvi caçar várias inspirações para nos ajudar nessa escolha.  Ah, se você já tem alguma nessa temática ou pretende fazer, nos manda por direct lá no nosso insta @qualquercoisaviralata

04 CANAIS SOBRE VIAGEM NO YOUTUBE

Olá, Vira Latas.  Eu faço parte daquele 99% das pessoas que AMA VIAJAR, mas não conhece o próprio estado. Mas a gente ama, né não? Enquanto isso a gente vai trabalhando pra tentar alimentar essa paixão. Diante disso, resolvi separar um passa tempo meu, que é assistir alguns canais sobre viagens. Acho super legal pode, de alguma forma, conhecer um pouco de outras culturas e tal. Aqui abaixo estão os quatros canais que mais gosto. Segue a lista!

BACK TO TRIANGLE – VITOR LIBERATO

Para conhecer lugares fantásticos na melhor vibe possível, Vitor faz esse favorzinho pra nós. Além de contar com uma ótima qualidade de imagem e áudio, eles nos mostra roteiro incríveis, tanto no exterior quanto aqui no Brasil.

VOCÊ TEM O QUE É PRECISO PARA SER FELIZ?

A felicidade não tem nada a ver com contabilidade. Ela não calcula quantos zeros a direita tem em sua conta bancária. Ela não favorece a cor, a raça, a crença. Ela não escolhe, afinal, felicidade é um estado de espírito. Mas a questão é se você tem o que é preciso para ser feliz. Pois, ser feliz é ser resiliente, superar os transtornos que a vida nos causa: as decepções, as tristezas, o sonho não alcançado, amor sem reciprocidade, superar o abraço nunca dado, a perda do colo da mãe, os amigos que se afastaram, os planos frustrados. Enfim, ser resiliente é a queda livre com um trampolim no final que nos traz de volta. Para ser feliz é importante deixar o que os outros são e o que conseguiram. Se faz necessário se preocupar com o que ainda podemos conseguir. O Que nos espera mais a frente?

O AMOR NOS TEMPOS DE #LIKES – PAM, BEL E PEDRUGO

o-amor-nos-tempos-de-like-resenha-blog-qualquer-coisa-vira-lataOi, vira lata. A resenha de hoje é muito especial, pois são de pessoas que, assim como eu, amam livros, falam sobre livros e publicaram seu próprio livro, este último AINDA não alcancei. Estou falando, como vocês já viram no título, do livro O Amor Nos Tempos de #Likes de quatro Youtubers que eu já acompanho há um tempão, a Pam Gonçalves, a Bel Rodrigues, e o Pedro e o Hugo.

O livro é divido em três contos, cada canal ficou responsável por um, óbvio. A proposta do livro é modernizar romances já super bem conhecido por nós, como Romeu e Julieta, por exemplo.

PRECISAMOS OUVIR OS COVERS DO JÃO!

Olá, Vira latas. Vamos compartilhar músicas? Eu começo, pois recentemente descobri, através de uns amigos, um cara que faz uns convers muito top. Inúmeras vezes já compartilhei com vocês que eu curto muito ouvir covers, muitas vezes até mais do que o original. Mas enfim, estou falando do Jão, um carinha de SP que vem conquistando seu espaço no YouTube. Até o dia em que publiquei este post, ele já tem mais de 1 milhão de visualizações em seu canal.

Eu selecionei somente 05 músicas que mais gosto, porém você pode passar lá no canal dele e curtir a super playlist.

FIZEMOS ALGO BEM MAIOR NESTE NATAL @GerAçãoDoBem

natal-para-todos-blog-qualquer-coisa-vira-lataOlá, Vira Lata. Hoje é um post muito amor, pois é algo que está em minha vida há muito tempo, e eu ainda não tinha compartilhado com vocês. Desde 2013, eu faço parte de um grupo chamado GerAção do Bem, em que buscamos fazer algo bem maior na vida de outras pessoas. Somos um grupo de pessoas tão diferentes, que é aquele ditado: os dispostos se atraem. E foi por todos estarem dispostos a amar e a ser gratos pela misericórdia derramada em suas vidas, que nos unimos durante duas épocas super legais durante o ano: o dia das crianças, o qual damos o nome de Sorriso de Criança, e o Natal, o qual chamamos Natal Para Todos. E fazemos duas ações com moradores de rua e famílias carentes da cidade de Maceió/AL.