MEU REFÚGIO – CINTHIA FREIRE

Vira Latas, sempre venho com o papo que essa será a resenha especial. Então sim, a resenha de hoje é bem especial! É sobre uma das séries que eu mais amo. Sobre a série que me mostrou que os casais não são sempre felizes. Mas que buscam estarem juntos em todos os momentos. Enfim, uma série bem parecida com a realidade. Como vocês viram pelo título me refiro a Série Segredos, da Cinthia Freire, em especial o livro Meu Refúgio.

Sinopse:

Segredos são como fantasmas, nos assombrando e nos fazendo crer que são reais. Todos temos segredos.

Alan sempre se esforçou para ser um bom filho, o aluno excelente, o funcionário dedicado e o melhor amigo que alguém pode querer. A fachada perfeita para esconder seus segredos, fazendo parecer que tudo estava bem, mesmo que por baixo disso, se esconda um garoto machucado, perdido e silencioso que há tempos deixou de acreditar em promessas.

Monique sempre teve duas certezas em sua vida: seria uma renomada bailarina e seu coração pertenceria a um único garoto, Alan.

Apaixonada e sonhadora, Monique acreditou que nada poderia separá-la de Alan, mas o destino colocou a jovem bailarina diante de escolhas que a afastaram de tudo o que acreditou ser certo, de forma cruel e abrupta.

Um rapaz julgado por ser diferente. Uma garota condenada a pagar por se apaixonar pela pessoa errada. Um segredo capaz de mudar o futuro e de mostrar ao mundo que nada pode destruir um verdadeiro amor.

Uma história sobre como o amor verdadeiro pode ser forte, corajoso e capaz de suportar os caminhos mais obscuros em busca do seu refúgio.

Eu já sabia que ia amar esse livro. Afinal de contas ele nos traz a história do Alan, o melhor amigo que alguém pode ter, arrisco dizer que namorado também, Monique sem dúvidas é uma mulher de sorte. Em Meu Erro e em Minha Rendição sempre lemos que o Alan estava ao lado do Gabriel, seja na hora de estudar ou até mesmo nas brigas, que não foram poucas. Alan sempre protegeu aquele irmão que a vida lhe deu. Puxou sua orelha também. Mas no fim das contas, não sabíamos muito sobre aquele garoto. E foi por isso que a Cinthia precisou escrever um livro para ele, para o nosso magrelo.

Em Meu Refúgio acompanhamos o crescimento daquele moleque de estatura mediana, magrinho, que muitas vezes precisou se segurar para não desmaiar. Nem sempre havia comida na mesa. Em Meu Refúgio vemos Alan se tornar na marra um homem determinado, que almeja ser o melhor engenheiro civil. Ah! Acompanhamos também o homem lindo que ele se tornou, alto e apesar do corpo definido, para a nossa alegria ela ainda continuou sendo o magrelo.

Algo, ou melhor, alguém precisava ser a responsável por essa mudança na vida do garoto. A responsável por todo esse amadurecimento é a Monique, uma menina linda que sempre mostrou ser uma menina perfeita. Mas só ela e os mais próximos sabiam que de perfeito a sua vida não tinha nada. Monique encontra em Alan o seu refúgio e o menino enxerga o mesmo nela, um porto seguro, onde ele não será julgado por ser pobre.

Ele sorri e volta a me beijar, lentamente, assim como na primeira vez e desejo que seja assim até o último dia das nossas vidas. (6345, Kindle)

Nunca suspirei tanto lendo um livro. A Cinthia conseguiu descrever tão bem a intensidade do amor existente entre o Alan e a Monique, em certas cenas consegui criar a minha própria trilha sonora de tão intenso que o livro estava. Era como se diante de mim estivesse um filme, com a melhor história por sinal. É nítido perceber o quanto os personagens se amam e como todo esse amor amadureceu ao longo dos anos. Afinal de contas acompanhamos o amor inocente, os personagens possuem doze anos quando se conhecem e na fase adulta  eles têm por volta dos vinte e quatro anos.

Outro sentimento que esse livro me trouxe sem dúvidas foi o da raiva. Não quero dar spoilers, mas como uma boa história sabemos que nem todos serão favoráveis ao relacionamento da menina rica com o garoto pobre. Dona Cinthia Freire conseguiu criar personagens detestáveis.

Vira Latas uma das coisas que eu mais amei nesse livro foi sem dúvidas a amizade. Em Meu Refúgio acompanhamos como se deu a união de Gabriel, Alan e Monique. Os três mosqueteiros que do seu modo sempre buscavam proteger um ao outro e apoiar nas decisões, mesmo que eles não concordassem. Acompanhamos também todos os sacrifícios que foram feitos em nome do amor. Não foram poucos.

Gostaria de agradecer mais uma vez a Cinthia Freire, tanto pela parceria como pelo fato dela ter criado todo esse universo. Meu amor pela série só cresce e minha admiração pela Cinthia também. Cada página que eu lia e percebia as conexões existentes com os livros anteriores me deixavam pasma. A Cinthia não coloca nada para encher página, tudo tem um propósito.

Vira Latas se vocês gostam de new adults e ainda por cima new adults nacionais e de qualidade, leiam essa série. Garanto que vocês irão se apaixonar por toda a história e pelos personagens também. A Cinthia sabe como escrever os seus garotos errados. E como sabe…

Samila Bezerra
Samila Bezerra

Estudante de Arquitetura na Universidade Federal de Alagoas, é apaixonada por livros e quer conhecer o mundo…

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *