ÚN1CA FILHA – ANNA SNOEKSTRA

Vira Latas, hoje eu vou comentar com vocês o que eu achei do livro Única Filha, da escritora Anna Snoekstra. Não sei se vocês acompanham as nossas redes sociais, (espero que sim rsrs) faz algumas semanas que recebemos o livro da editora Harper Collins. O livro foge totalmente do meu estilo literário favorito, mas se vocês querem saber o que eu achei é só continuar lendo. Tenho certeza de que vocês não irão se decepcionar.

            Em 2003, uma adolescente de 16 anos desapareceu.

Rebecca Winter estava curtindo suas férias de verão. Trabalhava em uma lanchonete, tinha uma queda por um rapaz mais velho e saía com sua melhor amiga. Mas coisas estranhas surgiam ao seu redor: ela encontrou sangue em sua cama, passou a ter surtos de amnésia, sentia-se vigiada. Ainda assim, nada disso preparou Rebecca Winter para o que estava prestes a acontecer.

Onze anos depois, a garota desaparecida foi substituída.

Para fugir da prisão, uma jovem mulher declara ser a adolescente desaparecida anos atrás. A impostora assume a vida de Rebecca Winter. Dorme em sua cama. Abraça seu pai e sua mãe. Aprende os nomes de suas melhores amigas. Brinca com seus irmãos. Mas a família e os amigos de Rebecca não são quem dizem ser. Enquanto se esquiva do detetive que investiga o desaparecimento de Rebecca, ela começa a se dar conta de que o criminoso ainda está à solta – e ela, correndo risco de vida.

            Eu já sabia que a história fugia totalmente dos livros que estou acostumada a ler, mas a sinopse chamou bastante a minha atenção. Nesse livro conhecemos uma jovem que, para não ser presa, afirma ser Rebecca Winter, que está desaparecida há 11 anos. Essa mentira serviria apenas para que a garota conseguisse fugir da polícia, que a pegou roubando um supermercado. Porém, cada vez mais, ela se viu envolvida no caso da garota sequestrada.

            O livro se passa em dois tempos: a Rebecca de 2003, antes de desaparecer , e a Rebecca  de 2014, contando como está sendo a volta de “Rebecca Winter” para a sua casa – este sendo narrado em primeira pessoa. Os capítulos atuais são intercalados com os últimos momentos da Rebecca com a sua família e amigos em 2003, esses capítulos são narrados em terceira pessoa. Confesso que não gosto de livros que fazem isso, gosto de ver o que ocorre no presente, mas com esse livro foi totalmente ao contrário, queria saber tudo aquilo que ocorreu com a Rebecca. Quem era o responsável pelo seu sumiço.

Nos capítulos que narram os passos de Rebecca, descobrimos que ela era uma garota alegre, tinha uma queda pelo seu colega de trabalho e amava sair com a sua melhor amiga. Era querida pelos  amigos. Contudo, essa mesma garota estava tendo pavor do seu próprio quarto. Ela se sentia vigiada. Chegou, inclusive, a acordar com sangue em sua cama, que obviamente não era dela.

Nos capítulos atuais, a nova Rebecca convive com um dilema: fugir da família e do detetive, que não larga do seu pé, na primeira oportunidade que tiver ou ficar com essa família que lhe acolheu muito bem. A impostora tenta descobrir como agradar a todos ao seu redor, para que ninguém desconfie. Porém nem tudo sai como desejado.

Vira Latas, se eu falar mais alguma coisinha posso acabar entregando os segredos do livro. Sim, porque se você for do tipo de pessoa que ama livros desse gênero matará todas as charadas. Falo por experiência própria, comentei com a minha irmã vários fatos que ocorriam no livro e ela acertou o final, antes mesmo de eu desconfiar.

O que eu posso falar para vocês é que a escritora escreve muito bem. Queria passar um bom tempo lendo, mas como já tinha algumas coisas da faculdade para fazer, lia nos intervalos que eu me dava no dia. (Confesso que foram muitos rsrs). Apesar de o livro ser curto, tem apenas 254 páginas, ele não deixa a desejar. Parece mais àqueles filmes que quando acabam você fica querendo mais. Entretanto, é legal quando os escritores deixam para nós, os leitores, a tarefa de tentar imaginar o porquê certos fatos ocorreram.

Vira Latas, se vocês gostam de livros de suspense, tenho certeza de que vão adorar. Talvez achem a história clichê, caso vocês sejam bons de desvendarem mistérios. Mas caso vocês sejam tipo eu, que ler livros assim esporadicamente, não se preocupem, vocês também vão amar. A sinopse pode a princípio te deixar confuso. Mas garanto que vocês só vão descansar quando desvendarem todos os segredos desse livro. Antes de terminar a resenha gostaria de agradecer a vocês por sempre lerem as nossas opiniões literárias. Graças a vocês tivemos a oportunidade de receber esse livro da editora Harper Collins, que também acredita no nosso trabalho.

Samila Bezerra
Samila Bezerra

Estudante de Arquitetura na Universidade Federal de Alagoas, é apaixonada por livros e quer conhecer o mundo...

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *