MEU – UM CONTO DA SÉRIE SEGREDOS – CINTHIA FREIRE

Vira Latas, não sei nem por onde começar essa resenha. Pelo título do post vocês sabem que se trata do conto Meu, da série Segredos, da incrível Cinthia Freire. Quem já leu a resenha de “Meu Erro” sabe que eu AMO o Gabriel e a Carol. São personagens intensos, sofridos, apaixonantes e que nos ensinam a cada capítulo o que é amar. Sabendo da adoração que os leitores têm por esses dois personagens e pelos outros da série, a Cinthia resolveu escrever esse conto, que saiu justamente no dia dos namorados. Prometo que não darei spoiler e que farei o máximo para que vocês se apaixonem mais uma vez por esses personagens, para isso é só continuar lendo a resenha.

Obs.: esse conto se passa entre o primeiro e o segundo livro da série, caso você não tenha lido, leiam a resenha de “Meu Erro“, comprem o e-book, depois leiam “Minha Rendição”. Aí sim, vocês estarão preparados para esse conto.

Gabriel não está completamente curado de toda a sujeira que durante um bom tempo tomou conta de sua vida. Carol já não tem certeza se o seu amor é suficiente para ajudar o Gabriel a vencer os seus demônios. Nesse conto vemos um jovem entregue a todos os medos que existem: medo de não resistir a sua pior inimiga, o pó. Medo de não ser capaz de ser o irmão que a sua irmã merece. Medo de não ser o filho que o seu pai espera ter. E o medo de não ser o homem que a sua doce Carol merece ter em sua vida.
Gabriel precisará ter forças para vencer cada um desses problemas. Uns serão maiores que os outros, e serão responsáveis por leva-lo ao caminho sem volta, caso ele não lute.
Em meio a toda essa dor que cerca o Gabriel, a Carol e toda a sua família, poderemos acompanhar as descobertas de uma menininha que se descobre mulher. Os medos que os nossos melhores amigos escondem quando não querem nos magoar. Nesse conto vemos constantemente a famosa empatia. Pessoas que se colocam no lugar das outras e fazem o impossível para vê-las bem.
Já falei a Cinthia, mas não custa nada repetir: ela nasceu para escrever, para emocionar, encantar. Cinthia, muito obrigada por dedicar o seu tempo a escrever histórias tão maravilhosas. Para muitos o Gabriel e Carol podem ser apenas dois personagens, mas tenho certeza que para mim e para outros leitores, eles significam a representação do mais belo amor.
Vira Latas, leiam esse conto! Vocês vão rir, chorar e vão amar cada vez mais tudo aquilo que esses personagens representam.

Samila Bezerra
Samila Bezerra

Estudante de Arquitetura na Universidade Federal de Alagoas, é apaixonada por livros e quer conhecer o mundo...

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *