A COROA – KIERA CASS

Vira latas, quanto tempo faz que eu escrevi uma resenha? Acho que faz tanto tempo que nem lembro. Já reclamei várias vezes da minha vida acadêmica, mas hoje não vou reclamar (já fiz isso ao longo do dia, rsrs). Vamos falar sobre livros. E antes que eu leia vários e esqueça os detalhes desse, vamos resenhar A Coroa, o último livro da série A seleção, que eu li há um tempinho.


Sinopse
Em A herdeira, o universo de A Seleção entrou numa nova era. Vinte anos se passaram desde que America Singer e o príncipe Maxon se apaixonaram, e a filha do casal é a primeira princesa a passar por sua própria Seleção. Eadlyn não acreditava que encontraria um companheiro entre os trinta e cinco pretendentes do concurso, muito menos o amor verdadeiro. Mas às vezes o coração prega peças… E agora Eadlyn precisa fazer uma escolha muito mais difícil — e importante — do que esperava.


Confesso que demorei um pouco para entender a história, pois fazia um bom tempo que eu tinha lido o anterior, que não foi o meu favorito. E confesso também que demorei uma vida para descobrir quem era os selecionados para a seleção. E  continuo confessando que eu estava morrendo de medo de detestar esse livro.
O engraçado é que eu gostei! Tudo bem, não é o melhor livro que eu li na vida. Mas eu passei a entender a personagem. Acho que isso se deve também ao fato do Maxon e America terem ficado de vez em segundo plano. Nunca fui team Maxon e nem team Aspen. America também nunca foi a minha favorita. Mas algo nessa série me prendia, então eu precisava terminar de ler.
Nesse último livro vemos como a Eadlyn, que deixou seu egoísmo de lado, tenta governar um país, conquistar a simpatia dos seus súditos e ainda precisa arranjar um marido. Não vou dar spoiler porque o livro é bem curto. Mas se você começar a ler as primeiras páginas provavelmente vai descobrir o desfecho da história que é bastante previsível.
Caso você esteja com um pé atrás vamos aos fatos: ele, como eu já citei, é bem previsível, mas vale a pena ver o crescimento da personagem, que passa a tentar entender os outros, coisa que ela não fazia. Mas vou logo avisando, caso vocês sejam um daqueles leitores que amam os pais da Eadlyn, logo aviso que eles não são o centro da história. O livro foca quase totalmente na Eadlyn e em suas escolhas. E sem dúvidas esse foi o motivo que me fez gostar da história.

Samila Bezerra
Samila Bezerra

Estudante de Arquitetura na Universidade Federal de Alagoas, é apaixonada por livros e quer conhecer o mundo...

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *