Resenha: A GAROTA NO TREM – PAULA HAWKINS

Olá, Vira Latas. Hoje a resenha é sobre um livro que deu um tapa na minha cara. E QUE TAPA! No início do ano a minha irmã leu o livro A garota no trem, e eu enrolei um pouquinho para ler. Confesso que só peguei essa semana porque o filme estreou, e como vamos assistir, não teria a menor graça eu ler depois. Se vocês quiserem saber o que eu achei desse livro é só continuar lendo essa resenha.

a-garota-no-tremO livro conta história da Rachel, uma mulher de trinta e poucos anos, que ainda não conseguiu superar o final de seu relacionamento. Ah! Só para constar: o casamento já tinha acabado fazia mais de dois anos. Rachel saia todos os dias para ir “trabalhar”, ou melhor, fingir que iria trabalhar. Desde que perdeu o emprego, ela escondia da sua colega de casa que estava desempregada. Tinha medo que por esse motivo fosse expulsa do lugar. A vida de Rachel se resumia a pegar todos os dias o trem das oito e quatro da manhã. Sempre que parava em frente à antiga rua em que morava, ela fantasiava como seria a vida daquele casal que carinhosamente ela apelidou de Jess e Jason. O que Rachel não imaginava era que aquele casal iria transformar a sua vida completamente.

Rachel se ver entre uma investigação policial e tenta descobrir quem é o responsável pelo desaparecimento de Jess, que na verdade se chama Megan. O problema é que além de ter que lidar com toda essa situação, Rachel terá que driblar seu ex-marido e a sua atual esposa que não ficarão muito contentes ao ver Rachel frequentando o bairro que eles moram. Gente, esse livro é foda! Desculpa pela palavra, mas quem leu deve pensar a mesma coisa. Eu passei boa parte do livro apontando vários suspeitos. Mas quando descobri quem de fato era o responsável pelo crime, eu fiquei chocada. Mas aí tudo passa a fazer sentido. E o final desse livro? Maravilhoso!!! A vontade que eu tenho é de conversar com vocês sobre tantos aspectos desse livro. Mas como eu posso fazer isso se cada coisinha que eu contar se transformará em um baita spoiler? Se vocês gostam de ler, leiam esse livro. Não importa o seu gênero literário favorito. Apenas leiam!

Como eu comentei, levei um baita tapa na cara, simplesmente pelo fato desse não ser o meu gênero queridinho. Mas eu li e amei. Então, se joguem e leiam esse livro maravilhoso. Ah! E assistam ao filme.

Samila Bezerra
Samila Bezerra

Estudante de Arquitetura na Universidade Federal de Alagoas, é apaixonada por livros e quer conhecer o mundo…

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *