LIVROS: + POR –

Sempre vejo muita gente reclamando que não consegue encontrar livro X, que o livro Y está muito caro, que as livrarias são cheias, que não compram livros ou não leem muito por causa dos preços altos dos livros. Foi pensando nisso que resolvi dividir com vocês as dicas que uso na hora de comprar um livro e que tem me feito não só ler mais como a encher e completar minha estante. Esse post é pra você que quer aprender algumas estratégias pra sair comprando mais por menos.

Na minha concepção, quem gosta de ler não faz muita questão de ler um livro físico, um ebook, um livro novo ou velho. Quem gosta de ler, lê! Pois bem. Para quem não tem problemas com nenhum desses fatores, vou falar um pouco sobre preços, sites, e outras coisas que me ajudam muito na hora de achar o melhor valor mais barato e as melhores edições. Lembrando que tudo aqui se baseia na minha experiência pessoal e que talvez te ajude de alguma forma.

Dica 1: Faça Listas

A primeira dica é a mais importante. Para não perdermos o foco e nem gastarmos mais do que podemos, eu recomendo listas de desejos. Alguns sites como a Amazon e a Saraiva oferecem essa lista por lá mesmo, mas outros como Submarino, não. Para esses, eu recomendo sites como o Skoob, pois você poderá marcar não só os livros que já leu, está lendo ou deseja ler, como também os livros desejados, assim como ler resenhas e ver a média de preço de cada livro. Você poderá sempre colocar em um caderninho também, qualquer forma é válida. Aproveitar as listas garante que você compre só o que “precisa”, e não se perca com as super promoções de leve 3-pague-2-deixa-eu-ver-esse-livro-aqui-que-não-conheço e acabe se arrependendo.

 foto-1-dica-1

Dica 2: Procure pelos Melhores Preços

Eu uso muuuito o site Buscapé para procurar qualquer coisa que eu queira comprar na internet. Nesse site você digita o que está procurando e ele irá listar esse produto em todas as lojas que encontrar e você ainda pode escolher o que quer ver, por exemplo, do menor preço para o maior, a menor parcela, e outras opções do tipo. No final da página de cada produto eles ainda disponibilizam um gráfico mostrando o seu valor até um ano atrás. Assim fica muito fácil descobrir se está pegando uma promoção boa ou se está em um período onde o produto atingiu seu preço mais alto. Há outros sites do tipo, mas esse consegue suprir minhas necessidades.

foto-2-dica-2

Dica 3: Sebos

Perca o medo de livros usados. A maioria dos livros está em ótimo estado de conservação, pois um dos grandes motivos de venda e troca em sebos é o dono anterior não ter gostado do livro, o que sugere que ele só o leu uma vez ou nem terminou de ler, então haverá poucas manchas de manuseio e danos. O resultado é um livro praticamente novo com um preço ótimo, mas confesso que gosto dos livros mais surrados.

Há muitos sebos aqui em Maceió, alguns com preços ótimos, outros mais salgados (geralmente os mais arrumadinhos), mas temos uma rua inteira de alfarrábios para pesquisar (Rua Dr. Pontes de Miranda, Centro), o que é ótimo, pois você não precisa gastar dinheiro indo de um para o outro (mas o que é péssimo porque você quer passar o dia lá…).

Eu acredito que livro em sebo tem que custar de 20 reais para baixo, sendo 20 os livros raros ou edições de luxo. Com tanta livraria e preços cada vez mais acessíveis, não tem lógica pagar 50 reais em uma versão muito acabada de Crime e Castigo só porque é uma edição antiga (sim, eu encontrei isso e o livro não tinha nem capa!). Eu gosto de sebos com livros de 5 reais pra baixo, e não é difícil encontrá-los. Em um único sebo comprei quase toda a coleção do Júlio Verne por esse valor cada, o que valeu muito a pena porque a maioria nem é mais lançada pelas editoras. Você ainda pode trocar livros ou vender. Geralmente vender não é um bom negócio, pois os vendedores não estão muito interessados em adquirir mais livros no estoque. Já trocar os livros não só deixa o seu acervo atualizado como garante que você não acumule livros que não vai ler mais ou que não gostou.

Há ainda os sebos virtuais (é bom lembrar que eles não aparecem no Buscapé). A Estante Virtual é o meu preferido. Encontrei esses dias o site Livronauta, que tem a mesma função, porém, ainda não testei. Minha dica para comprar na Estante Virtual é observar a descrição do vendedor: quantos livros ele já vendeu, qual a nota dele, se há comentários nas páginas e se a descrição do produto é boa. Às vezes eles não colocam foto, mas descrevem bem e você pode construir uma imagem do livro, mas têm casos em que eles não fazem nem uma nem outra, o que garante que sua compra seja um tiro no escuro, e você dificilmente poderá trocar o livro se ele estiver mais ruim ou ilegível. A Estante Virtual garante a troca de livros que não estejam de acordo com suas descrições, então se o livro não tem muita informação, você sairá perdendo de todas as formas.

Ah, lá também tem a opção de procurar livros com frete grátis. Não sei se é permanente, mas vale a pena.

foto-3-dica-3

Dica 4: Ebooks

Fiz uma aquisição no final do ano passado que tem me ajudado muito a ler mais. Eu acumulava muitos PDF no computador com a promessa de que os leria um dia. Como não gosto de prometer em vão, comprei um Kindle. Pesquisei muito e esperei baixar os preços (mas até hoje não baixou). Como eu estava muito ansiosa e não queria juntar mais dinheiro, comprei a versão mais básica, sem luz mesmo. Não é algo que me atrapalhe, pois não só tenho um abajur ao lado da cama como comprei uma luminária pequena pra ele, porém, podia ser mais fácil, e é por isso que eu recomendo as versões com iluminação para quem pode pagar por um (Kindle sem iluminação: 300 reais; com iluminação: 400 reais).

Existem vários modelos de e-readers, mas eu escolhi o Kindle por comprar muito na Amazon e achar que eles têm o melhor acervo literário. De qualquer forma, eu não compro ebooks, prefiro baixá-los através do Le Livros, o melhor site do tipo que conheço. Nele você pode baixar em formato de PDF, Mobi (do Kindle), Epub ou ler online. Minhas capinhas, película, etc., eu adquiri pelo Ebay e recomendo muito (para garantir uma boa compra, é só seguir as mesmas dicas de compras da Estante Virtual 😉 ).

A diferença de ler no tablet/computador/celular e ler em um e-reader, é que neste último a tela não tem brilho nem reflexo, o que não cansa os olhos. Na verdade, a tela do e-reader parece mesmo um papel. Você também não tem como se distrair com Facebook e semelhantes porque o navegador que vem no Kindle, por exemplo, é experimental, bem básico (eu mesma só acesso o Le Livros), e a tela é em branco, preto e tons de cinza. Convenhamos, além de ser um pouco mais lento que um computador, é muito chato ver o Facebook em p&b.

Há também a facilidade de ler com uma mão só, e isso quando você está deitado na cama é muito útil porque te deixa livre para ler de lado, por exemplo. Eu não me arrependo, vai fazer um ano que comprei e, como eu disse no começo, acabei lendo muito mais por causa do e-reader.

foto-4-dica-4

Dica 5: Ler no Computador

Essa tem a ver com a dica anterior. Eu não sou muito fã de ler no computador porque acho muito desconfortável ler sentada. O fluxo de leitura também é mais lento porque eu sempre me distraio com outras coisas, porém, eu leio sim no computador. Aprendi a gostar depois que baixei o aplicativo do Kindle. Diferentemente de um PDF, você pode mudar a fonte, margem e outras coisas que facilitam a leitura, além de que o fundo do aplicativo é mais escuro, o que não cansa tanto a visão (eu uso Adobe, e é tudo muito branco). O aplicativo do Kindle está disponível tanto para computador/tablet como para celular e você não precisa gastar nada para tê-lo.

Dica 6: Livro Antigo x Livro Recente

Essa dica é para que vocês prestem atenção na data de lançamento e edição dos livros. Os livros mais novos, geralmente os best-sellers, vem com um preço muito salgado inicialmente. Se você preferir, pode esperar que eles baixem os preços porque sim, isso irá acontecer. As listas de desejos ajudam muito nessa hora, eu priorizo alguns livros que quero, então se eu vejo algum livro recém-lançado que me interesse, eu espero de 6 meses a um ano para compra-lo. Claro que ninguém precisa esperar tanto, mas como eu tenho tanto livro que quero ler, não me importo e raramente me arrependo. Um livro que comprei recentemente e esperei quase um ano, foi Pitty – Cronografia: Uma Trajetória em Fotos, que estava custando de 40 a 60reais, e numa promoção-louca-do-nada da Saraiva, comprei por 8 reais. Ou seja, era um livro que eu queria ler, mas que havia outros na frente dele, então a espera valeu super a pena.

Os livros que raramente baixam o valor são os clássicos em que algumas edições não são mais fabricadas ou os livros que tem pouca saída, como os teóricos, mas ainda esses baixam o preço uma vez ou outra (por isso é bom conferir sua lista de desejo toda semana).

foto-6-dica-6

Dica 7: Livrarias Online ou Não?

Não indico comprar livros em livrarias “físicas”. Sim, é isso mesmo que você leu. Se o seu foco é ser um acumulador comprar mais livros pagando pouco, as livrarias físicas não vão te ajudar, pois toda aquela comodidade e conforto que elas oferecem de graça, tem o seu preço descontado nos livros, o que os torna bem mais caros do que em uma livraria online. Eu só visito as livrarias da cidade para descobrir novos livros e encontrar uma edição que eu vi na internet, mas não tenho muita certeza se vale a pena comprar. Minha indicação são sempre as online, mas atenção ao frete.

Dica 8: Observe o Frete

Por fim, minha última dica é a segunda mais importante da lista porque nada aqui valerá muito a pena se no final das suas compras o valor do frete sair mais caro que o valor do produto. É interessante observar como as lojas online funcionam. A Amazon, por exemplo, tem o frete fixo de 9,90, o que vale a pena para dividir com um amigo ou quando se compra vários livros de uma vez, já a Americanas vai aumentando o valor do frete de acordo com a quantidade de produtos escolhidos, o que torna comprar mais de um produto de uma vez uma desvantagem. Mas atenção, o frete fixo para produtos da própria Americanas, é de 4,99, já os produtos revendidos por ela (procure na página do produto por essa informação) tem frete de 25 reais no mínimo. Na Estante Virtual existem muitos livros ótimos de 6 reais para baixo, mas o frete muitas vezes não compensa porque sai por 7 reais, ou seja, você paga mais pelo frete do que pelo livro, e corre o risco de comprar mais caro no sebo do que na livraria. Para os livros que são mais baratos que o frete, sugiro comprar muitos livros de um mesmo vendedor ou pesquisar pelo frete grátis.

foto-7-dica-8Detalhes como comprar um livro por vez nas Americanas (que tem preços muito bons) e em outras livrarias que funcionem da mesma forma fazem toda diferença no bolso. Ainda que os livros cheguem separados, você pagará bem menos por eles do que se tivesse comprado juntos.

Então é isso, o post ficou enorme, mas espero que essas dicas os ajudem. Boas compras e até a próxima 🙂

Shirlya Lima
Shirlya Lima

"Militante, estudante de Letras pela UFAL, capricorniana, amante do mar e das artes."

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *