BLACKBIRD / A FUGA – ANNA CAREY

“Quando lágrimas escorrem de seus olhos, não é por não estar segura com ele e por saber que nunca vai estar. Não é porque vai morrer sob essas árvores. É porque sabe que não importa. Ele está aqui e te ama e, por esse motivo, você não tem mais medo.” (Pag. 144)

blackbird - qualquer coisa vira lata


Sinopse: Uma garota acorda nos trilhos do metrô de Los Angeles sem lembrar quem é. Há uma mochila a seus pés contendo uma troca de roupas, mil dólares em espécie, um número de telefone e a instrução “Não ligue para a polícia” Perguntas rodopiam em sua cabeça: Quem é ela? Como chegou ali? O que ela fez? O que significa a tatuagem de um pássaro e o código FNV02198 em seu pulso? Ela mal tem tempo para descobrir sua identidade, e logo percebe que está sendo caçada. Precisa fugir desesperadamente. Não sabe quem são eles, não sabe em quem confiar. Só há uma coisa que sabe com certeza: estão tentando matá-la.


Eu não sei nem por onde começar essa resenha. Sério, esse livro me deixou extremamente confusa. Mas acreditem: eu parecia uma louca lendo as últimas páginas e agora quero saber como essa estória terminará.

Eu ganhei esse livro de presente de aniversário do Alef, o dono deste blog. Tive a grande ideia de levar o livro para ler no ônibus, quando saísse da faculdade. Mas, simplesmente, eu não conseguia. Esse é o tipo de livro que o ambiente precisa colaborar, caso contrário você se perderá facilmente no enredo.

Como vocês puderam vê pela sinopse, o livro conta a estória de uma garota que acorda nos trilhos de um trem sem saber quem é, e o que está fazendo ali. O mais interessante é que o livro é narrado em segunda pessoa, ou seja, nós somos a garota. Temos assim a missão de descobrir o que está acontecendo, quem quer nos matar, em quem podemos confiar. É claro que é preciso arriscar e é isso que a garota (no caso, nós) faremos, mas nem sempre escolheremos o caminho certo.

Como eu disse: essa resenha seria muito complicada. O livro é relativamente curto. Sendo assim, fica muito mais fácil soltar algum spoiler. Mas aqui vão algumas dicas: Se vocês amam suspense podem apostar em Black Bird, vocês vão ficar curiosos para saber o que aconteceu. A segunda dica: não leia esse livro em locais barulhentos, é necessário ter foco. Uma simples página que você não entende pode comprometer os próximos capítulos (precisei reler algumas páginas pelo menos duas vezes). E por último: se preparem para ficar admirando esse livro que SIMPLESMENTE tem o miolo rosa (confesso que fui pesquisar se o termo era miolo e descobrir que também é chamado de refilo). Para vocês terem noção eu não usei nenhum post it, simplesmente por não querer interferir no livro que por si só já é lindo.

Então é isso, Vira Latas, leiam Black Bird e comentem o que vocês acharam. Apenas tenham cuidado com os spoiles. Até a próxima resenha.


VITRINE

BLACKBIRD – ANNA CAREY  / Editora: V&R Editoras / Valor: R$ 20,90 (Compre pela Amazon)

Samila Bezerra
Samila Bezerra

Estudante de Arquitetura na Universidade Federal de Alagoas, é apaixonada por livros e quer conhecer o mundo...

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *