ALICE ATRAVÉS DO ESPELHO – CRÍTICA

Olá, Vira Latas. Finalmente fui ao cinema assistir Alice Através do Espelho. Se eu já tinha muito amor pela primeira adaptação, com certeza  o amor permanece. E tendo os dedos do Tim Burton não era pra ser diferente, não é mesmo? Ele sempre arrasa! A fotografia do filme está maravilhosa com o tom escuro de sempre.

Desta vez Alice finalmente volta de sua jornada pelo mundo afora – quem assistiu o último filme irá lembrar que ela tem o mesmo dom do pai – e continua louca, louquinha. Ao ir à festa de seu ex-noivo que continua tão idiota quantos antes, ela acaba em um escritório onde encontra um espelho mágico que a levará mais uma vez ao País das Maravilhas. Desta vez sua missão é ajudar o Chapeleiro que corre risco de morte – gentee, ele nunca esteve tão maluco e sombrio <3 – Para isso ela tem que convencer o tempo – sim, ele é uma pessoa – a levá-la de volta para um momento que determinou grandes mudanças na história. Ah, e também ficamos sabendo o porquê da Rainha Vermelha odiar tanto a sua irmã, a Rainha Branca. Ah, (SPOILER)  e nem sempre a Rainha Vermelha foi feia. Ela era linda quando pequena.

Melhor problematização do filme: o filme aborda a questão da sociedade impor padrões às mulheres e Alice desconstrói todos eles.

alice através do espelho - qualquer coisa vira lata

Quanto a atuação: não sou capaz de opinar de tão perfeita. Johnny Depp, Mia Wasikowska, Anne Hathaway e Helena Bonham Carter contracenando juntos é simplesmente perfeito, né? É incrível que mesmo depois de 6 anos desde o último filme eles/as conseguem manter a mesma essência dos personagens. #QuemSabeFazAoVivo. Entretanto não gostei muito da atuação do tempo, achei um pouco forçada. E senti falta do Gato Risonho, ele sempre tem umas sacadas legais, mas quase não apareceu nesse filme.

MINHAS ÚLTIMAS PALAVRAS: saia da rotina e vá assistir Alice Através do Espelho.

“Eu sempre achei que poderia fazer seis coisas impossíveis antes do café da manhã” – Alice

Alef Jordi
Alef Jordi

Estudante de Letras, criador do blog Qualquer Coisa Vira-lata, Potterhead assumido e um sonhador sem limites. Sonha em publicar um livro antes dos 30. E ama promover ações sociais.

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *