MEDO DE PERDER O NOSSO INFINITO

Leia ouvindo: Que sorte a nossa – Matheus e Kauan   

tumblr_static_tumblr_ldxw8bejbf1qastyxo1_400_large

Não sei quantas vezes isso acontece na vida, nem se acontece mais de uma vez, mas é tão bom se sentir infinita ao lado de alguém. Parar e se pegar pensando em como é bom o momento atual, talvez não a situação, mas a companhia que está ali. Receber aquela ligação no meio da noite, onde nem se tem assunto, mas um busca o outro só por ser bom ouvir a voz, trocar mensagens que às vezes nem dizem tanto, mas representam muito.

Incrível é que a bagunça que você tem em si já nem importa tanto, você até tenta arrumar, observar possíveis mudanças, mas não incomoda como antes, não mais. Quando falo desse sentimento novo, alguns dizem ser paixão, amor e até ilusão, pra falar a verdade nunca me importei em rotular e acho que isso é o que faz ser tão magnífico, intenso e só nosso. Ouvi muita gente me aconselhar para “cair fora” antes que se complique, que esse nosso jeito diferente de viver vai nos causar problemas, que nossas palavras presas na garganta seria algo que incomodaria em breve e isso me causou muito medo, mas não foi medo do que todos falavam, era um medo estranho, um medo do meu infinito não te ter mais por perto!

Alguém me disse um dia que o medo de viver te faz perder muito tempo da vida, então seja lá o que for esse sentimento que me faz tão bem, seja ele ilusão, amor ou paixão, quero você aqui. Quero dividir o meu infinito ao teu lado, quero te dizer sempre que possível, sem medo nenhum que eu quero você para mim, aqui. Te olhar nos olhos daquele jeito que sempre acontece, com nossas palavras presas na garganta sim, mas legendada nos olhos. Depois que tudo for lido, te dar aquele beijo que nos faz sentir um só, me acolher em teu abraço e sentir que ali é o meu lugar, simples assim, sem rótulos, promessas ou medos, apenas você, eu e nosso infinito do presente.

Ingrid Omena
Ingrid Omena

Olá, uma pessoa que ama paçoca, rap e Raul Seixas. Tenho um fascínio pela saga de Harry Potter, principalmente, pelo conjuramento do patrono. Queria lhe dizer que estudo em hogwart, mas, infelizmente, minha carta não chegou ( agradeço ao Valdemort :| ), então, decidi cursar comunicação social, Jornalismo. Por hoje é tudo, pessoal.

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *