CIDADES DE PAPEL | JOHN GREEN – INTRÍNSECA

Oi, gente! Hoje eu trago para vocês uma resenha de um livro que em poucos dias irá invadir as salas dos cinemas do mundo inteiro. Estou falando de Cidades de papel, do famoso escritor John Green. Esse foi o livro que eu fiquei mais com o pé atrás para ler, sério, minhas últimas experiências com o John Green não tinham sido das melhores. Como posso amar o livro A culpa das estrelas e até hoje não ter chegado à página 100 do Teorema Katherine? Rsrs.

Como eu disse: o livro virou filme e falta pouco para ser estreado, a minha irmã comprou o livro ano passado e está louca para assistir. Eu também quero muito, mas primeiro precisava ler o livro. Juro que me surpreendi bastante com a estória. Vou deixar de enrolar e vamos de fato para a resenha.

CIDADES

O livro conta a estória de Quentin, um jovem de 18 anos que mora em Orlando, mais precisamente no bairro Jefferson Park. Ele sempre foi apaixonado pela Margo Roth Spiegelman, uma jovem cheia de atitude que era praticamente uma lenda na escola. Logo no início do livro Margo pede ajuda de Quentin para poder realizar uma lista que contem onze tópicos; eles variavam entre invadir um parque, quebrar ovos em carros alheios e por aí vai. Depois de aprontar bastante Quentin acreditava que Margo, que durante a infância era sua amiga, a partir daquele momento reataria a amizade com ele. Mas o garoto estava bastante enganado. Margo simplesmente some. Preocupado com a grande paixão da sua vida Quentin decidi reunir pistas para achar a garota, que deixou alguns enigmas que ele tenta desvendar. Para isso ele contará com a ajuda dos seus amigos e todos encararão grandes desafios para encontrar Margo.

…Eis o que não é bonito em tudo isso: daqui não se vê a poeira ou a tinta rachando ou sei lá o quê, mas da para ver o que este lugar é de verdade. Dá para ver o quanto é falso. Não é nem consistente o suficiente para ser feito de plástico. É uma cidade de papel. Quer dizer, olhe só para ela, Q: olhe para todas as ruas aquelas ruas sem saída, aquelas ruas que dão a volta em si mesma, todas aquelas casas construídas para virem abaixo. Todas aquelas pessoas de papel vivendo suas vidas em casas de papel, queimando o futuro para se manterem aquecidas… (Página 51)

Esse livro tem um começo muito bom, um meio mais ou menos, porém volta a ficar ótimo quando se aproxima da reta final. Achei esses personagens bem parecidos com a galerinha da turma de “Quem é você Alasca”. Mas ao contrário deste último, Cidades de papel me deixou mais empolgada. Adorei a mensagem que o livro quis passar. Também foi bom ver o crescimento do personagem principal ao longo do livro.

Bem voltou para o banco do carona. Ainda estou dirigindo. Estamos todos com fome. Lacey distribui um chiclete para cada um, o que não dá nem para o começo. Ela estar fazendo uma lista gigantesca de tudo que iremos comprar no BP em nossa primeira parada. É melhor que seja um posto muito bem abastecido, pois vamos fazer a limpa. (Página 199)

Agora estou mais aberta para ler outras estórias do John Green, mas antes pretendo terminar de ler “O teorema Katherine”. Rsrs. Quero muito assistir ao filme, mas pelo que eu vi no trailer já sei que fizeram algumas modificações que me incomodaram, se vocês leram o livro devem saber do que eu estou falando. Espero sinceramente que a essência seja mantida. Ah! Precisava falar da capa. Eu nunca tinha dado muita bola para ela, mas depois que eu li, pude ver o quanto ela representa essa estória. Fiquei bastante interessada nesse assunto sobre cidades de papel (cidades fantasmas).

Bom, gente, é isso! Eu não quero ficar dando spoiler da estória, porque a mensagem que o livro traz é muito boa como eu já comentei. Se vocês estão com o pé atrás (do mesmo jeito que eu estava) vão ao cinema e se divirtam assistindo ao filme que eu espero que seja maravilhoso. Deixem nos comentários o que vocês acharam de Cidades de papel. =)

VITRINE

CIDADE DE PAPEL – JOHN GREEN  | EDITORA: INTRÍNSECA  |  VALOR: R$18,81

O TEOREMA KATJERINE – JONH GREEN | EDITORA: INTRÍNSECA |  VALOR: R$19,86

QUEM É VOCÊ, ALASCA! – JOHN GREEN | EDITORA: INTRÍNSECA | VALOR: R$14,54

Samila Bezerra
Samila Bezerra

Estudante de Arquitetura na Universidade Federal de Alagoas, é apaixonada por livros e quer conhecer o mundo...

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *