UM DESTINO COM VÁRIOS CAMINHOS

tumblr_lpxamoo05f1r0h21xo1_500

Lembro-me que quando eu estava na época da transição do ensino fundamental para o médio, ouvi falar do Instituto Federal de Alagoas (IFAL), não sabia muito bem sobre esse colégio, mas em quase totalidade dos meus amigos queriam estudar lá. Procurei saber, e decidi que queria muito estudar ali. Sempre fui de escola pública, mas aquela escola era totalmente diferente.

Meus amigos e eu fizemos o teste, e todos foram reprovados. Na minha cabeça só passava o pensamento de que eu tinha perdido minha chance de estudar em uma escola melhor, e ainda sair formado em Química, que eu achava superinteressante. Mais um ano se passou, e dessa vez eu já estava no primeiro ano do ensino médio. E é supernormal as turmas do primeiro ano tentar fazer o teste de novo. Gente! Quando eu terminei de fazer a prova já tinha certeza que não passaria, pois eu sabia quais questões eu acertaria e quais questões eu errarei. E na hora de passar para o gabarito, adivinha! Eu marquei três das questões que eu tinha certeza que estavam certas no lugar errado. Quando eu me dei conta quase chorei na hora.

Pelas minhas contas eu não teria pontos suficientes para passar, mas ainda sim esperei com ansiedade pelo resultado. E adivinha! Não passei, claro! E justamente pelas três questões que errei. Eu fiquei muito, mas muito triste mesmo. Eu passei uns dois meses ou mais de deprê. E quando alguém falava daquela escola doía lá dentro, sabe? (eu preciso rir disso ). Fiquei me culpando por não ter estudado mais para a prova. E naquela época minha mãe não podia pagar um cursinho preparatório. Ah, e dessa vez alguns amigos passaram.

Passou-se dois anos… Agora eu estava no terceiro ano (ôh, que legal! hahaha). E eu já não lembrava mais do que era Ifal, pois tinha duas novas preocupações em minha mente. Primeiramente, em arrumar um emprego. Eu tinha muito medo de terminar o ensino médio, não conseguir trabalhar e ficar em casa como um ‘”vagabundo”, era assim que alguns dos meus professores chamavam (eu pirava com essa pressão) aqueles que não estudavam mais e também não procuravam um emprego. E segundo, entrar na Faculdade. deixa eu repetir isso: F -A-C-U-L-D-A-D-E. Pessoas dessa terra, como eu queria ser aprovado no ENEM. Mas como conseguir essas duas coisas?

Para arrumar um emprego eu precisaria ter cursos e experiência, pois sem isso seria muito difícil de conseguir. E eu não tinha nada, além da vontade de trabalhar e ganhar minha própria grana. Para entrar para a faculdade eu precisaria de muito mais do que aquilo que a minha escola conseguiria oferecer. Mas como fazer um cursinho como meus outros amigos se eu não tinha grana para pagar? E de repente, o destino resolveu usar um de seus truques, sabe? Na Universidade Federal de Alagoas, no bloco de engenharia, tinha um projeto chamado PAESPE. Que era um curso pré-vestibular para alunos de escolas públicas. Meus olhos nunca brilharam tanto para uma oportunidade. Então, a galera toda da sala resolveu fazer, claro. A prova era composta só por questões de matemática, trinta ao todo. E adivinha! Passei! Sim, primeira etapa concluída com sucesso. Agora além das aulas normais da escola eu teria um curso para me ajudar.

Durante o ano todo, enquanto eu esperava a prova do ENEM, a minha preocupação maior foi em arrumar um emprego. Eu queria trabalhar no jovem aprendiz, sabe? Qualquer grana era bem vinda, E experiência também. Entretanto, todo via e, porém, eu não consegui encontrar nenhuma vaga, por mais que eu procurasse. Esse foi um ano de muita pressão. E a vida passou e quase nada do que eu planejava se realizou. Terminei o ensino médio e ainda não tinha arrumado um emprego e muito menos sabia o resultado da faculdade.

Mas a vida é engraçada, vocês concordam? Uma coisa que eu passei mais de um ano procurando venho para mim em um tempo muito perfeito. Vocês acreditam que três dias após eu terminar o ensino médio surgiu uma oportunidade de emprego? Sério! Era uma vaga em uma pizzaria. Esse foi meu primeiro emprego e em menos de um ano eu fui promovido de operador de caixa para coordenador (leia fazer tudo no lugar do gerente). Eu finalmente teria minha “independência financeira”.  Primeira lição do dia: tudo que for para ser seu de um jeito ou de outro chegará a suas mãos. Mantenha a calma e a fé!

Passou-se mais alguns meses, e enquanto eu andava até o ponto para ir pra casa recebo uma ligação da minha prima dizendo: – Alef, já sabe? Você passou em Letras ( acho que foram essas as palavras

Gente! Vocês estão entendendo? Tudo que eu mais me preocupei e sofri (sofri mesmo!) para conquistar agora estava acontecendo. Eu acho que não merecia, sabe? Mas Deus me fez merecer. E sou muito grato. Segunda lição do dia: grite bem forte quando alguém disser que você conquistou um sonho, esteja você onde estiver. Eu não fiz isso e me arrependo. Mostre para o mundo o quanto você é feliz e ele lhe tratará com felicidade.

E se você conseguiu chegar até o final desse texto com toda a certeza desse mundo você pode conquistar os seus sonhos, percebe? Sabe aquela história que se a vida te dá limões faça uma limonada? Somos capazes de fazer muito mais do que uma simples limonada, invista em um limoeiro. Eu sempre costumo dizer aos meus amigos que existem vários caminhos para um único destino. Basta você acreditar e manter o foco. Como já dizem por ai “se você pode sonhar, você poder realizar.”

Ah, agora eu já estou terminando meu curso na faculdade e já almejo outros sonhos.

Alef Jordi
Alef Jordi

Estudante de Letras, criador do blog Qualquer Coisa Vira-lata, Potterhead assumido e um sonhador sem limites. Sonha em publicar um livro antes dos 30. E ama promover ações sociais.

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *